sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Resenha premiada de Belle




Belle tem apenas 15 anos e viveu em um bordel em Seven Dials por toda sua vida, sem saber o que acontecia nos quartos do andar de cima. Mas sua inocência é estilhaçada quando vê o assassinato de uma das garotas e, depois, pega das ruas pelo assassino para ser vendida em Paris. Sem poder ser dona de seu próprio destino, Belle é forçada a cruzar o mundo até a sensual Nova Orleans onde ela atinge a maioridade e aprende a aproveitar a vida como cortesã. A saudade de casa — e o conhecimento de que seu status como garota de ouro não durará muito — a leva a sair de sua gaiola de ouro. Mas Belle percebe que escapar é mais difícil do que imaginou, pois sua vida inclui homens desesperados que imploram por sua atenção. Espirituosa e cheia de desenvoltura, ela tem uma longa e perigosa jornada pela frente. A coragem será suficiente para sustentá-la? Ela poderá voltar para sua família e amigos e encontrar uma chance para a felicidade? SKOOB

A história inicia em Londres, no ano de 1910. Nossa protagonista é Belle, uma jovem de apenas 15 anos, que mora em um bordel com sua mãe, Annie. Nesta fase, Belle ainda é uma menina inocente que não tem a menor idéia do que acontece nos quartos de cima da casa. Desde bebê, foi criada por Mog, que é a empregada do bordel onde vive com sua mãe, que, em função de terríveis acontecimentos em seu passado, é uma mulher muito fechada no que se refere aos próprios sentimentos em relação a sua filha. Um dia Belle esta escondida num dos quartos de cima quando Millie, que é uma das moças que “trabalha” lá, entra com um cliente e, assim, Belle acaba descobrindo o que acontece nos quartos de cima de sua casa. Como se não bastasse este tremendo choque, ela ainda presencia quando o “acompanhante” de Millie acaba matando-a e, ao fugir do quarto, Belle é vista pelo assassino, que não tem pretensões de ir para a cadeia por ter matada uma simples prostituta. Kent, o assassino, resolve então se livrar da única testemunha do crime e, por isso, age rapidamente sequestrando-a e vendendo-a para um bordel na França, onde sua inocência foi leiloada e ela é estuprada por vários homens.

Com todos estes traumas, Belle acaba adoecendo e, por isso, é novamente vendida, só que desta vez para um bordel em New Orleans, na América. Durante a viagem ela conhece Etiénne, um ladrão de bom coração, que a convence a se tornar a melhor prostituta a fim ganhar muito dinheiro para poder voltar pra casa. Com o passar do tempo, ela se tornou uma grande cortesã e é desejada por todos os homens e invejada por todas as mulheres. Enquanto isso, sua mãe e Mog contratam um detetive para descobrir seu paradeiro. Nesta parte percebemos que apesar do modo frio com que Annie tratava sua própria filha, ela a amava. Em New Orleans Belle descobriu seu grande sonho: virar uma chapeleira, abrir sua própria loja e, principalmente, amar alguém que não a julgue pelo seu passado.

Jimmy é o único amigo que Belle realmente teve enquanto morava com a mãe. Com o passar do tempo ele tornou-se um belo e corajoso rapaz. Ele também foi uma das poucas pessoas que nunca desistiu de encontrá-la. Em outras palavras, ele é o balsamo que Belle necessita para curar sua alma. Embora o livro se passe no ano de 1910, vários aspectos quanto ao trafico de mulheres e crianças são reais e sabemos que eles acontecem até hoje. A forma com que a autora descreveu o sofrimento das crianças e das mulheres é muito real e confesso a vocês que chorei em vários trechos do livro. Achei super interessante que no fim do livro a autora deu algumas explicações de como foram realizadas as pesquisas para ele.

Enfim, Belle não é aquele romance “doce”, cheio de água com açúcar, com que estamos acostumadas e sim uma história chocante que descreve vários aspectos cruéis da vida, mas que, no fim, nos ensina que vale a pena continuar sonhando e que, com luta e muito trabalho, é possível realizarmos nossos sonhos.


Gente, essa é uma resenha premiada então vão ai as regrinhas:
- seguir o blog
- ter endereço de entrega no Brasil
- comentar essa resenha ( comentários válidos e não aqueles de parabéns pela resenha ou adorei e quero o livro. a não ser que junto você escreva algo que de pra ver que leste a resenha)
- comentar na resenha com endereço de twitter ou facebook ou se vc não tiver nenhum dos dois um e-mail para que eu possa entrar em contato contigo
Sorteio sairão a partir de 20 comentário válidos.
- Essa blogeira se reserva o prazo de 30 dias para postar o livro após o sorteio.

Beijos

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Resenha de Garota apaixonada em férias


Oi 
essa é uma resenha que faz parte da Booktour do livro e também faz um tempinho que não leio nada teen então espero que gostem, pois tento não colocar spoiler.

Gabriela está em êxtase por finalmente estar namorando Nelson e pela chegada da tão esperada férias de verão. Thais, Lívia e Carol se juntam para programar a melhor viagem de amigas, mas se deparam com um problema maior do que podiam imaginar. Talita desiste de viajar e Paulinho se torna o pior namorado do mundo. Entre todos acontecimentos, Gabi terá que lidar com o amor exagerado de Nelson e a “suposta” garota dos sonhos de Gustavo. SKOOB


Gabriela e sua patotinha estão de volta e prontas para paquerar, arrasar corações e beijar MUITO nas férias de verão.

Nessa mais nova aventura de nossa Teen Angel favorita, temos uma Gabi namorando firme com Nelson. O romance deles, em minha opinião, é esquisito pois primeiro ele é grosso e depois ele fica todo meloso para pedir desculpas pelas “ogrisses” que apronta.

Entre paqueras, sol, pré-adolescente, problemas femininos e, é claro, namoros e muitos namoros; essas amigas vão enfrentar situações fortes juntas, como drogas e ciúmes exagerados, mas tudo sempre resolvido com o nosso mais querido e famoso jogo da verdade.

Mais uma vez, Carolina Estrella nos brinda com uma aventura adolescente de tirar o fôlego, com capítulos curtos, narrativa em primeira pessoa (no formato diário) e muitas situações inusitadas, porém normais nas adolescentes. Carol conta como a nossa heroína consegue crescer e se divertir ao mesmo tempo.

O livro é curto, mas conta exatamente o que seu título propõe: as Férias, uma viagem a Búzios entre amigas, onde imperam os hormônios e as dúvidas, mas a amizade e a curtição fazem esses momentos serem inesquecíveis.

Sinto que esse livro é um prelúdio para um onde Gabi vai ter que crescer definitivamente e onde ela, finalmente, vai seguir o meu conselho e ficar com quem eu acho que ela deve ficar. #modoopiniãopessoalon Eu não gosto do Nelson, já achava ele um garoto metido e insuportável no primeiro livro e na segunda aventuras deles, dentro do meu conceito de garoto ideal, ele se torna ainda pior, pois é aquele tipo de pessoa que a gente não sabe se quer agradar porque gosta ou se desculpar quando resolve fazer algum tipo carinho. Sabem aquela pessoa que pisa na bola de propósito o tempo todo e depois vem com um copo de café com biscoito doce como gentileza? Nelson é assim e eu acredito que esse não é o príncipe encantado de ninguém. #modoopiniãopessoaloff 

Então se divirtam com intrigas, amores e ódios gratuitos, gatinhos de todas as cores e nacionalidades e as situações mais engraçadas (para nós adultos) e mais catastróficas (se você for uma teen).

O livro é 10, como foi o anterior, e espero ler mais dessa trupe adolescente cheia de gás e irreverência. Eu sempre fico com muita inveja das adolescente dessa geração 2010 porque no meu tempo de adolescente, e eu tinha 15 anos no ano 2000, não tinham livro tão legais dessa fase teen. Tinham alguns, é claro, pessoas como Rosana Rios, mas nada era como a série da Garota apaixonada e espero que saiam muitos outros "Para Nossa Alegria", nossa eu citei isso já imagino o menino arregalando os olhos e cantando. 
Então como eu disse e repito o livro é 10 e eu recomendo MUITO se você que me lê agora tem filhos adolescentes, leia, se você conhece gente adolescente, leia, ou se você for como eu e gosta de se divertir com um bom livro e pensar nossa será que eu era assim, LEIA!

Beijos
Susana

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Resenha de Starters

Oi
Pessoal, esotu voltando ao trabalho na UFRGS, mas deixei algumas resenhas para vocês irem se divertindo.


Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado... SKOOB

Os EUA estão isolados devido à guerra de esporos e a estranha doença que ela causou que dizimou todos os adultos jovens (os habitantes entre 20 e 60 anos).

Nesse estranho mundo, as crianças, Starters, precisam se virar para sobreviver como nômades, invadindo construções e, muitas vezes, roubando para sobreviver, enquanto os idosos, que sobreviveram a essa guerra, possuem toda a riqueza norte americana e tecnologia para ultrapassar os 200 anos de vida. Mas estes são não possuem uma coisa: a juventude.

Então foi criada uma empresa “clandestina” com a seguinte finalidade: contratar essas crianças sem rumo, dar-lhes todos os tratamentos de beleza existentes para que tenham a beleza perfeita e alugar seus corpos para que os velhos possam usar seus recursos em corpos jovens por alguns períodos e se divertirem com eles. Essa é a Prime Destinations.

Com essa trama, somos apresentados a essa distopia e a personagem Callie. Ela tem 16 anos, um irmão de 7 anos doente e nenhuma perspectiva. Quando é apresentada a Prime Destinations, vê nessa empresa a forma de tirar seu irmão dos prédios abandonados e lhe comprar remédios. Tudo ia bem, até que ela acorda e descobre que caiu de pára-quedas em uma trama de conspirações, abusos e a possibilidade mais cruel de todas: a de nunca mais ser ela mesma.

Para quem gosta, também tem um lindo romance entre a nossa mocinha e um garoto, que ela conhece enquanto é alugada, que é doce e inocente, mas pode virar maligno e malicioso e depois voltar a doce inocência inicial.

O livro é apaixonante (eu consegui lê-lo em três dias apenas), a trama é envolvente e Callie é esperta e muito inteligente, o que nos faz torcer para ela do inicio ao final. O livro mostra como seria um mundo onde crianças são vistas como marginais por velhos preconceituosos e egoístas que, ao invés de ajudar os órfãos, os internam em instituições, que fazem as cadeias parecerem lugares bons para se viver, e usam o trabalho escravo de crianças sem a menor consideração.

Estou mega curiosa pelos outros livros da série, para entender como a história vai se desenrolar. Não quero estragar as surpresas desse livro, mas garanto uma leitura emocionante, pois é envolvente, inteligente e muito sensível. Indico fortemente a leitura dessa distopia e espero ansiosamente pelos próximos volumes.

E essa é a continuação e espero que a Novo Conceito lance o mais rápido possível, se chama Enders e promete ser bem melhor que o  primeiro, confiram que linda a capa.

Beijos
Susana

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Estréia: Rock of Ages


Sinopse:
"Rock of Ages" conta a história de uma jovem de pequena cidade menina, Sherrie, e um rapaz da cidade, Drew, que se encontram no Sunset Strip enquanto prosseguem os seus sonhos de Hollywood. Seu romance "rock 'n' roll" é contado através dos sucessos de tirar o fôlego de Def Leppard, Foreigner, Journey, Poison, REO Speedwagon, Twisted Sister e muito mais. [Site oficial do filme]

Tivemos a oportunidade de conferir a pré-estréia de “ Rock of Ages”, que estréia hoje. É um ótimo filme, baseado no musical homônimo, ao som do Rock dos anos 80. É uma ótima diversão, em especial para aqueles que presenciaram esta época. A estória, contudo, não é inédita.

A estória começa em 1987, quando Sherrie (Julianne Hough, a Ariel "Footloose-2011"), uma jovem do interior, chega a Los Angeles em busca de sucesso. Na primeira noite na movimentada cidade, ela conhece Drew (Diego Boneta, o Javier Luna da série "90210"), que lhe concegue trabalho na casa de shows Bourbon Room, gerida por Dennis (Alec Baldwin, de "Para Roma, com Amor" e "Simplesmente Complicado") e Lonny (Russell Brand, de "Arthur - O Milionário Irresistível" e "O Pior Trabalho do Mundo"). Foi neste lugar, por sinal, onde alguns dos discos preferidos de Sherrie foram gravados e onde o famoso, e instável, Stacee Jaxx (Tom Cruise, de "Missão: Impossível-Protocolo Fantasma" e "Encontro Explosivo") fez seu primeiro show e onde fará seu último show antes de começar sua carreira solo. A carreira deste astro é gerida (ou quase) por Paul Gill (Paul Giamatti, de "Tudo pelo Poder" e "Se Beber, Não Case! Parte II").

O estabelecimento de Dennis e Lonny, entretanto, passa por dificuldades financeiras e depende dos lucros decorrente do esperado show do imprevisível Stacee Jaxx. Como se não bastasse, o novo prefeito, Mike Whitmore (Bryan Cranston, de "O Vingador do Futuro" e "John Carter-Entre Dois Mundos"), assume  Los Angeles com uma visão conservadora. A frente deste conceito etá sua esposa, Patricia (Catherine Zeta-Jones, de "Novidades no Amor" e "Sem Reservas"), que pretende "limpar" a Sunset Strip, começando pela Bourbon Room.

"Rock of Ages", lembra "Mamma Mia!", musical composto com os sucessos do Abba, mas apenas na fusão da trama com músicas de sucesso. Aqui, os personagens cantam sucessos dos anos 80, trazendo a sensação de nostalgia a muitos dos espectadores. Aos mais novos, que não presenciaram a mesma época, será uma boa diversão.



Algumas músicas do filme:

We built this city / We´re not gonna teke it

I wanna Rock

Waiting for a Girl Like You

Hit me with your best shot


P. M. Zancan

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Editora Dracaena lança clássico de ficção científica.


Livro que deu origem ao personagem Buck Rogers é lançado pela primeira vez no Brasil.

Armageddon 2419 DC - Philip Francis Nowlan


Um homem jogado em uma guerra 500 anos à frente do seu tempo.
Quando saiu para supervisionar as minas subterrâneas naquele dia, o americano Anthony Rogers nunca imaginou como sua vida iria mudar drasticamente. Vítima de um desabamento, ele acaba desmaiando em meio a gases radioativos e acorda em pleno século 25. Sem conseguir explicar o que de verdade aconteceu, ele começa sua jornada em um mundo completamente diferente daquele que deixou para trás.
Uma realidade cheia de máquinas e tecnologias que ele nunca imaginou existir...

Embarque nesta aventura com Anthony, em uma terra cheia de perigos e contrastes.
Um lugar onde os Hans, a Raça Suprema do Oriente, comanda a tudo e todos com mãos de ferro e armamento pesado, destruindo sem piedade os que ameaçam seu domínio.
Nesta realidade, onde os americanos são caçados impiedosamente, você vai descobrir como Anthony Rogers terá um papel decisivo em uma guerra que não era dele, deixando assim de ser apenas um homem, para se tornar um verdadeiro herói.
Originalmente publicado em 1928, pela revista Amazing Stories, este clássico da ficção científica é inspiração constante para muitos escritores do gênero.
Foi uma das primeiras histórias a apresentar elementos muito utilizados pelos autores atuais, como cinturões antigravidade e armas com raios desintegradores.
E para os fãs da boa e velha ficção científica, uma dica: esta é a primeira aparição daquele que mais tarde seria conhecido como o grande herói Buck Rogers.
"Prefácio de Danilo Barbosa – Literatura de cabeça”.


Outros lançamentos:
Dracaena lança nova edição de Estação Jugular 


Estação Jugular – Uma estrada para Van Gogh - Allan Pitz
E se você acordasse pela manhã em um lugar absurdamente estranho, isolado de tudo, fugindo sabe lá de onde e de quem e com a certeza de que, no momento, deve seguir em frente para não ser torrado vivo? 

Então entra no único ônibus de uma linha desconhecida, abandonado na velha Estação Jugular e percorre uma estrada sinistra, pincelada por descobertas, medos e anseios humanos que se desenrolam na maior aventura de todas. 

Assim ocorre o romance filosófico Estação Jugular, de Allan Pitz, onde um viajante perdido e desmemoriado entra em um ônibus vazio, fugindo do sol inclemente que abandonou o céu e, como em um foco teatral em movimento, tenta queimá-lo. 

A partir daí, Franz, o passageiro, segue confuso ao lado do Motorista para encarar a psicodélica jornada final de sua existência.
 “Assim como um Van Gogh, Estação Jugular é desconfortável, perturba o normal, desafia o óbvio, nos faz caminhar a esmo, tentar ver o mundo pelo lado inverso do binóculo”.
Dr. Jacob Pétry, autor dos livros O Óbvio que Ignoramos e Ninguém Enriquece por Acaso.

Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br

Augusto no plural – Mateus Oliveira dos Santos




O senhor Augusto sempre pregara ser um excelente pai de família, um bem sucedido empreendedor e um homem exemplar. Acostumado com a ocupada e rotineira vida de um trabalhador brasileiro, mal se deu conta da pressão que sofria de seu próprio estilo de vida. 
Ao atropelar um policial por acidente, Augusto, antes dito autossuficiente, vê-se numa situação onde não consegue encontrar uma saída. Como resposta, ele mesmo, materializado à sua frente, aparece para lhe dizer o que deve ser feito. Não bastasse essa forma paranoica dele próprio lhe comandar, logo passa a receber visitas de novos “Augustos”, inexplicáveis aparições dele para ele mesmo que, embora refletissem sua imagem, surgiam somente para lhe contestar suas atitudes, induzindo-o numa busca que havia esquecido há muito tempo: encontrar seu próprio desejo.
Os conflitos causados por estes “Augustos” surgem para o personagem (e o leitor) questionar sua forma de convívio e à que ponto a tradição e conformismo podem interferir na vida de um homem, sem que ele se dê conta de suas atitudes. Uma história para questionar nossa capacidade de controlar nossos atos e a forma como a mente do ser humano comum, ainda deslocado na era pós-moderna, está tendenciada a justificar a mutilação do próprio bem-estar.

Para comprar acesse: http:www.//dracaena.com.br



O Último beijo – Cacá Adriane


Jasmim é uma menina, como outra qualquer, que está passando pela adolescência.
Ela tem que lidar com diversos problemas, como o fato de sua mãe ter falecido quando ela nasceu e seu pai nunca estar em casa. Porém, sua vida não é só tristeza: ela tem uma amiga chamada Ana Paula que é aventureira e adora metê-la em confusões. Como se não bastasse, ainda conhece um rapaz, Gabe.
Gabe é instável, cínico, genioso e ridiculamente lindo. Diferente dos outros, rapidamente faz com que Jasmim fique atraída por ele.
Ela estará disposta a dar o que ele pede em troca?! Qual a relação dele com seus pesadelos constantes?! Será que ela realmente sabe quem são as pessoas que ama?!
Conheça essa envolvente história cheia de aventuras, mistérios e romance!
Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br


Lançamento do livro de Gerson Couto no Rio de Janeiro.


Publique seu livro.
A Editora Dracaena está em busca de novos autores para publicação, divulgação e distribuição nacional.  Se você escreve ficção, romance, filosofia, psicologia ou literatura infanto-juvenil, envie seu livro para avaliação.
Para mais informações, acesse:  http://www.dracaena.com.br/?modulo=Conteudo&id=2






sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Resenha Cinquenta tons de Cinza

Oi Pessoal,
Enquanto você lê essa resenha provavelmente eu esteja viajando ou ainda já em São Paulo, o blog vai estar na Beinal de São Paulo para o ultimo fim de semana assim que eu retornar conto tudo que rolou de mais interesante nesse ultimo final de semana.


Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seu próprios termos... SKOOB




O que dizer desse sucesso absoluto de vendas?

Cinquenta Tons de Cinza, conta a história de Ana Steele, uma moça virgem, inocente e pura que está concluindo a faculdade e, ao fazer um favor à melhor amiga, acaba na mesma sala que o Sr. Grey, um jovem empresário MUITO bem sucedido, lindo, sexy e com gostos peculiares e pervertidos.

Quando eles se encontram, uma espécie de corrente elétrica os envolve (não literalmente tá) e um romance excêntrico, envolvente e erótico tem inicio.

Bem, a pergunta do inicio dessa resenha permanece: o que falar de um livro que a Intrínseca lançou dia 1/8 e que até o dia 15/8 já tinha batido 100 mil cópias e é o livro mais vendido nos EUA e Inglaterra?

A história, como muitos já sabem, era uma fanfiction de Crepúsculo que foi adaptada para se tornar um livro independente. Eu li a fanfiction e é praticamente o livro, só que com o casal Bella e Edward. A história é envolvente, a narrativa é boa de ler e o fato de ser em primeira pessoa aumenta a simpatia que adquirirmos pela personagem.

Ao contrário da Bela, a Anastásia não é uma mulher sem sal, por algum motivo isso foi modificado. Ana não é descrita como uma mulher sem graça e sim como uma mulher normal, bonita e que é naturalmente sexy, desejável e que não imagina o número de fãs. Ela só tem algumas deficiências que a aproximam mais da sua musa inspiradora Bela: Ana é desajeitada, mas esse fato só é realçado no inicio do livro (após isso é citado uma vez ou outra), mas ela não sai tropeçando em tudo que aparece. O que eu posso dizer de Christian Grey: ele está bem longe do Edward, um oposto, ao menos no primeiro livro.

Comparações aparte, Cinquenta Tons de Cinza é o tipo de leitura de deixar qualquer mulher que não pratique sexo bruto vermelha de vergonha e despertar muitas idéias na cama, tanto que a autora licenciou a franquia para a confecção de pijamas, meias, lingeries (que a autora vai aprovar junto a 3 marcas britânicas diferentes de roupa de baixo) baseadas na história.

Algumas críticas sobre o livro: a nossa querida autora esqueceu uma coisa importante na hora de incluir carros no livro, conferir se a informação é válida. O Audi A3, o caro mais seguro da categoria segundo Sr. Grey é na verdade razoável segundo a IIHS( instituto que testa a segurança dos carros em Crash test nos EUA) então dar esse carro a ela por ser seguro foi um furo enorme. Ele deveria ter dado um Volvo, que é considerada a marca mais segura da categoria. Segundo a revista 4 Rodas baseada em arquivos da Susep, o Audi A3 é o carro favorito dos ladrões em alguns estados do país é o sétimo preferido no país sendo o primeiro em sua categoria, por ter peças mais facilmente vendidas por um bom preço no mercado negro e por normalmente vir acompanhado de acessórios legais que vem de fábrica normalmente. Portanto o Sr. Grey nunca daria um carro desses para a Ana. Eu descobri isso no “São Google”, então vale a pena fazer uma pesquisinha, apesar de que eu ainda dou um desconto porque não era para ser o sucesso que é o livro foi escrito para ser uma fanfiction, uma forma pessoal de realização (fanfiqueira falando).

Outra coisa é o fato do Sr Grey querer saber tudo sobre ela, mas nunca questionar sobre o pai dela, para saber mais detalhes, nem com a mãe da moça quando ele tem a chance.

Ana não sabe o que quer, ela quer ser Submissa de Christian Grey, mas ao mesmo tempo é sarcástica e até mandona (como assim?). Tudo bem, ela quer ele (e qual mulher na mesma situação não iria querer?), mas ela não se esforça muito para ser a submissa que está no contrato.

Ah Sim, tem um contrato que ela tem que assinar com os limites e etc. É um contrato que dá o que falar: eu li umas 4 ou 5 vezes para entender bem direitinho e ter certeza que eu não posso ser uma submissa.

Agora, criticazinhas a parte, o livro é ótimo, é um fenômeno e está dando o que falar e abrindo espaço para a literatura erótica mostrar que pode dar dinheiro, pois ela perdeu muito quando a editora Nova Fronteira deixou de publicar os livrinhos de banca que em sua boa parte eram erotizados. Nosso mercado ficou órfão desse tipo de literatura de diversão e sexo para aliviar o estresse e agora parece que o mercado de livraria está abrindo as portas para esse nicho.

Vai virar filme e muito ator está sendo cotado. O meu voto é para o Matt Bomer (da série White Coller), porque acho que ele tem uma carinha de Sr. Grey.

E para Anastasia Steele, eu voto na Mila Kunis (de Amizade Colorida), que é bonitinha e para mim fecha com a descrição, apesar de ser muito velha para o papel. Penso que as atrizes que fizeram a Hermione (de Harry Potter) e a Bella (de Crepúsculo) não devem ser pegas porque já fizeram sucesso em uma franquia e fazer outra é só para termos sempre as mesmas caras na mídia e, obviamente, para dar margem a mais comparação. Então eu faço o apelo: gente nova nessa franquia!

Lembro as moças que andarão por São Paulo no sábado (18/8) que nosso querido Sr. Grey, ou melhor, um modelo escolhido a dedo pelas mocinhas da editora que leram o livro estará a caráter, das 16 às 20 horas, no estande da Intrínseca com algemas e gravatas. Essa blogeira estará lá para conferir se escolheram direitinho e depois eu mostro as fotos.

Então é isso eu estou terminando o segundo (baixei o pdf em espanhol) e assim que terminar compartilho minha opinião sobre nosso querido casal.

 Site do livro: http://www.cinquentatonsdecinza.com/


Beijos
Susana Weiss

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Resenha de “O Silmarillion”


A Lenda por traz do épico



Sinopse:
‘O Silmarillion’ relata acontecimentos de uma época muito anterior ao final da Terceira Era, quando ocorreram os eventos narrados em ‘O Senhor dos Anéis’. São lendas derivadas de um passado remoto, ligadas às Silmarils, três gemas perfeitas criadas por Fëanor, o mais talentoso dos elfos. [SKOOB]

Dizem que um “prefácio” é algo escrito depois de um livro, colocado no início deste e que ninguém lê. É importante ignorar este conceito com as obras de Tolkien. Muito do que indagamos ao longo do livro pode ser respondido lendo o prefácio e os apêndices. “O Silmarillion” pode ser considerado um “prefácio”. Apesar de ser publicado após o sucesso de “O Senhor dos Anéis”, ele não é uma sequência, mas um prólogo. Muito do que aparece em versão resumida nos apêndices de “O Senhor dos Anéis”, é detalhado e explicado aqui. 

Apesar de ser um livro mais breve que “O Senhor dos Anéis”, “O Silmarillion” é muito mais complexo. Nele há relatos que abrangem tanto a “origem do mundo” como a confecção dos anéis de poder e a perda do “Um Anel”. De fato, muito do universo de “O Senhor dos Anéis” é explicado nesta obra.

Assim como  “O Senhor dos Anéis”  é narrado como a ‘transcrição do Livro Vermelho’ (compilação dos fatos referentes ao final da Terceira Era, segundo as perspectivas de Frodo, Sam, Merry, Pipin e Aragorn), “O Silmarillion” é narrado na forma de lendas muito antigas. Ele é dividido em Cinco Partes: “Ainulindalë”, “Valaquenta”, “Quenta Silmarillion”, “Akallabêth” e “Dos Anéis de Poder e da Terceira Era” (além dos apêndices).

Ainulindalë

Ainulindalë (A Música dos Ainur) conta a história de como Eru, o Único (também chamado de Ilúvatar), criou os Ainur para lhe fazer compania e de como, com as músicas que lhes ensinava, criou Eä (o Mundo ou o Universo Material), segundo unicamente suas idéias e de ninguém mais. Ao apresentar Eä pronta e povoada pelos seus ‘Filhos’ (elfos e humanos), Eru permite que os Ainur interessados possam viver nela, sendo assim denominados de Valar. Já nesta parte é relatado como Merkor, um dos primeiros Ainur (e Valar), começou a se afastar do destino idealizado pelo seu criador, ambicionando ter o poder de criar ‘músicas’ originais 

Valaquenta

Valaquenta (o Relato dos Valar) trará a respeito dos Valar, sua origem e de seu papel na formação de Arda. Nesta parte fica claro que o livro é uma ‘compilação de lendas’, visto a sobreposição de fatos relatados entre “Ainulindalë” e “Valaquenta” (se resumidos em um, melhor detalhado em outro). Valaquenta também trata de como Merkor agiu em sua crescente ambição.

Quenta Silmarillion

Quenta Silmarillion (A História das Silmarils) conta os fatos dês de a formação do mundo, do surgimento dos “Filhos de Ilúvatar” (elfos e humanos) até a conclusão do papel de Merkor em Arda.

Esta parte inicia com um breve relato no início do mundo (mais um ponto de vista do que já foi narrado em “Ainulindalë” e “Valaquenta”), seguindo para o surgimento dos elfos sob o apogeu do poder de Merkor na Terra Média. Após embates e da captura de Merkor, os elfos são convidados a migrarem para a segurança de Valinor (a terra dos Valar, além do grande mar). Apesar do explícito afeto dos Valar pelos Filhos de Ilúvatar, nem todos respondem a seu chamado, resultando na primeira cisão dos elfos.

Nas longevas paz e tranqüilidade de Valinor, Fëanor, o mais talentoso dos elfos, cria as três Silmarils. Entretanto a inigualável beleza delas desperta a cobiça de Merkor, libertado após eras de cárcere pelos misericordiosos Varar. Suas mentiras disseminam a desconfiança e a discórdia entre os elfos. Em meio à crescente tensão, as Silmarils são roubadas e levadas à Terra Média. Assim inicia-se a jornada de Fëanor, seguido por seus descendentes e seus aliados, em busca do que lhe foi usurpado, sobrepujando todos que ficarem em seu caminho.

Em meio a esta época de violência, desconfiança e conflito, perante o crescente poder do escuro, surgem os humanos na Terra Média. Os primeiros grupos surgem em migração para o oeste, afastando-se dos humanos orientais, fieis ao escuro. Dentre esses humanos surgem heróis com papéis significativos na recuperação das Silmarils e na queda do primeiro senhor do escuro.

Entre os inimigos dos Valar e dos Filhos de Iluvatar, estão as criaturas do escuro conhecidas como ‘Orcs’, ‘dragões’ e ‘balrogs’ (mencionados em “O Hobbit” e  “O Senhor dos Anéis”). Entre os muitos seguidores do grande senhor do escuro, destaca-se Sauron, seu mais leal servo. Tamanha força impõe dificuldade aos heróis por gerações até a esperada vitória destes.

Akallabêth

Akallabêth (A Queda de Númenor) conta a história da ascensão, apogeu e, principalmente, do fim de Númenor.

Concluídos os conflitos em torno das Silmarils, os Valar instituem que os filhos de Eärendil, os meio-elfos, optem seguir a linhagem élfica ou a humana. Ao contrário de seu irmão, Elros opta pela linhagem humana, tornando-se rei de Númenor, terra criada entre a Terra Média e Valinor e o destino mais a oeste permitido aos humanos. Apesar de serem agraciados com vidas muito mais longas que os humanos da Terra Média (por seu papel na queda de Merkor) e de seus poder e conhecimento crescentes, os numenorianos passam, ao longo dos séculos, a se ressentir da inevitável mortalidade e da proibição de aportar em Valinor.

Neste período, eles intervem na Terra Média para por fim aos planos de Sauron, ainda no início. Este, sábio o bastante para perceber a inevitável derrota, é ardiloso o suficiente para aceitar a condição de ‘servo’ dos reis em Númenor. Assim como seu mestre em Valinor, o novo senhor do escuro nutri discórdia com suas mentiras. Tais mentiras não só põe fim definitivo ao contato dos humanos com os Valar como condena Númenor às profundezas, a exceção de Elendil, seus filhos (Isildor e Anárion) e seus aliados, que se estabelecem na Terra Média.

Dos Anéis de Poder e da Terceira Era

Nesta parte é relatado como Sauron confeccionou os Anéis de Poder em cooperação dos elfos e o porquê de sua distribuição (três para os elfos, sete para os anões e nove para os humanos). Relata-se também a perda do Um Anel, as primeiras tentativas de Sauron recuperá-lo e a chegada dos Magos (Saruman, Gandalf, Radagast,...) à Terra Média.

Gráficos, Glosário e Mapas

Os gráficos anexados ao final auxiliam a compreender quem são os personagens. Eles indicam a genealogia, tanto elfica quanto humana, e a relação entre eles, em especial entre os elfos após suas cisões. Neles também é possível encontrar personagens conhecidos de  “O Senhor dos Anéis” como Isildur, Elrold, Galadriel,...

Os glossários permitem compreender e lembrar dos termos mencionados tanto em “O Silmarillion” como aqueles explicados anteriormente em “O Hobbit” e  “O Senhor dos Anéis”. É uma ferramenta útil para reforçar a ligação entre as partes deste livro como desta com as demais obras de Tolkien.

Os mapas de “O Silmarillion” não auxiliam apenas a localizar os fatos narrados. Muitas mudanças geográficas foram provocadas nos conflitos citados de modo que pouco a Terra Média deste livro assemelha-se à da Terceira Era. Comparar os mapas anexados neste livro com os anexados em  “O Senhor dos Anéis” pode ser esclarecedor.

O Autor


Sir John Ronald Reuel Tolkien foi um escritor, professor universitário e filólogo britânico. Tolkien nasceu na África do Sul e aos três anos de idade, com sua mãe e irmão, passou a viver na Inglaterra, terra natal de seus pais. Desde pequeno fascinado pela lingüística, cursou a faculdade de Letras em Exeter. Lutou na Primeira Guerra Mundial, onde começou a escrever os primeiros rascunhos do que se tornaria o seu “mundo secundário” complexo e cheio de vida, denominado Arda, palco das mundialmente famosas obras ‘O Hobbit’, ‘O Senhor dos Anéis’ e ‘O Silmarillion’, esta última, sua maior paixão, que, postumamente publicada, é considerada sua principal obra, embora não a mais famosa. [SKOOB]

P. M. Zancan

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Inscrições encerradas BookTour de Equinócio




É isso mesmo que vocês leram, pela primeira vez o Noites Malditas vai coordenar uma Booktour, juntamente com a editora Dracaena nós vamos fazer uma booktour do Livro Equinócio da Lu Piras.
Serão 10 Blogs escolhidos e entre os 10 quando a Booktour terminar será escolhida a resenha mais interessante segundo critérios meus e da editora e terá um presente surpresa, BEM LEGAL eu garanto.
Vamos as regras para entrar nesse booktour:
- Seguir publicamente o Blog e o Blog do Livro
- Curtir o Blog e o Livro no Facebook
- Adicionar como vou ler no Skoob
- Residir no Brasil
- Cuidar bem do livro
- Se comprometer a ler e repassa-lo em 15 dias
- Avaliar e colocar( pode ser um trecho) a resenha no Skoob
- Adicionar o Banner em Seu blog.
- Publicar uma resenha do Livro até no máximo 5 dias depois de enviar o livro a próxima.

Então interessados por favor coloquem um comentário nesse post e preencham esse formulário.


Beijos,

Susana

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Resenha de “Do seu lado” - por Tamires


Sinopse:
Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem. Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu. Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para o seu antigo amor, que parece mais irresistível do que nunca! Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor. [SKOOB]


Sabe aqueles livros que você pega, não da nada por ele, mas quando inicia, não consegue mais largar? Este é exatamente este tipo de livro.

Sarah Albuquerque de Lima é uma arquiteta que se auto define como sendo uma pessoa “comum”. Ela é viciada em joguinhos de Smartphone e vive sendo repreendida por seu chefe por ficar entrando em blogs e outros sites que não tem nada haver com seu trabalho, no horário de expediente. Trabalha há muitos anos em uma empresa junto com seu melhor amigo, Igor Schneider, a quem ela define como um homem certinho, estilo gênio, e um perfeito cavalheiro, que esta sempre por perto quando ela precisa e que estava presente, alguns anos atrás, quando aconteceu o rompimento com seu namorado de faculdade, Bruno.

Para mim, uma das melhores partes do livro é quando Igor a convidou para ir à festa de aniversário de casamento de seus pais, na fazenda de sua família, e lá ele lhe mostra o lado de sua vida que ela ainda não conhecia. Sua família, a casa em que cresceu e seu quarto, onde ela descobre um porta-retratos com uma foto deles da época de faculdade (aqui deu para perceber que ele era apaixonado por ela desde aquela época). Quando, em uma conversa com a família dele, ela descreve as qualidades que procura em um homem, todo mundo fica olhando para eles, pois sem se dar conta ela acabou de descrevê-lo.

Atualmente, Sara acha que já conseguiu superar o término de seu antigo relacionamento com Bruno e vive mandando SMS para sua terapeuta quando sente que esta tendo um momento de crise.

Quando ela e Igor são designados para atender a um novo cliente e descobrem que este cliente é ninguém menos do que o próprio Bruno, ela entra em crise, ainda mais, porque seu chefe retirou Igor do projeto deixando-a sozinha para lidar com seu ex. Sara não resiste e acaba se envolvendo com ele novamente, o que faz com que sua amizade com Igor seja abalada. Após uma briga, Igor, que não entende porque Sarah continua caindo na lábia do “sem vergonha” do Bruno, decide sair de férias sem comentar nada com ela. Quando este volta, Sarah percebe que sua amizade com ele não é mais como antigamente e que ela deixou de ser prioridade na vida dele, ainda mais quando este arruma uma namorada. É ai que ela começa a se dar conta do que ela esta perdendo.

Este livro me lembrou muito do filme “O Casamento do Meu Melhor Amigo” (e como eu adoro esse filme, adorei ainda mais o livro).

Sabe quando sua família e seus amigos lhe dizem que aquela pessoa não presta e você acaba brigando com todo mundo para defender esta pessoa e um tempo depois, quando você esta sozinha, você vai percebendo que eles tinham razão? Foi isto que aconteceu com Sarah, só que o estrago já estava feito e Igor já tinha se mudado para Milão, para fazer um curso, e ia ficar fora por um bom tempo.

O final deste livro é típico de uma cena de filme (que é obvio que eu não vou contar para vocês), então fica a dica: comprem o livro e leiam, vocês vão adorar.

Mais um detalhe: a escritora, Fernanda Saads, é brasileira nascida em João Pessoa/PB, e todo mundo sabe que eu não sou muito fã da literatura Nacional, mas este livro realmente me surpreendeu e estou começando a repensar minha opinião sobre os escritores brasileiros. É ótimo saber que grandes editoras como a Novo Conceito também estão repensando suas opiniões e que estão acreditando em nossos autores.



A Autora


Fernanda Helane Oliveira Saads nasceu em 24 de Maio de 1981. É formada em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Paraíba. Mora em João Pessoa com o marido e a filha. As confissões de Laura Lucy é seu primeiro romance publicado. [SKOOB]


Beijos,
Tamires

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Rock, terror e psicologia entre os lançamentos da Dracaena


Dark Side of the Moon - A Obra prima do Pink Floyd segundo a psicologia Junguiana 
F. Massao Yabushita

Este livro traz uma análise psicológica de um dos mais importantes discos de todos os tempos, o antológico The Dark Side of the Moon, da banda inglesa Pink Floyd.
Fundamentado na psicologia de C. G. Jung, o livro mostra o disco de uma forma nunca antes pensada, buscando desvendar o sentido do lado oculto da lua e seu significado no contexto da obra, enquanto expressão dos dramas e conflitos que afligem o homem contemporâneo.


Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br

3355 Situações Que Você Deve Saber Para Não Morrer Como Nos Filmes de Terror 
 Gerson Couto

Todo mundo já assistiu um filme de terror. E não é preciso ser fã do gênero para saber:
  • O nome dos assassinos mais famosos;
  • Quem entra no recinto sem acender a luz sempre morre;
  • Que uma quantidade incontável de histórias são protagonizadas por uma Final Girl;
  • Que lugares inóspitos devem ser evitados;
  • E que toda casa é capaz de abrigar um segredo mortal.
Mas e se fôssemos nós os protagonistas, agiríamos de forma diferente? Será que, acendendo a luz, sobreviveríamos?
Prepare-se para conhecer a infinita criatividade da morte.

‘Como pai do terror e representante maior em nosso país, apresento a você, leitor, 3355 Situações Que Você Deve Saber Para Não Morrer Como Nos Filme de Terror. Um trabalho atual, original e ousado...’
José Mojica Marins

Para comprar acesse: http:www.//dracaena.com.br



Sentel York - Os três imperadores 
Diego de Lima

Numa realidade alternativa, o mundo como nós conhecemos não existe mais, dando início a uma nova era.
Os poucos documentos que chegaram à Era Apocalíptica, como ficou sendo chamada, mostram que, por volta da metade dos anos dois mil o mundo entrou em colapso devido a uma guerra global por recursos naturais. Isso levou o planeta à beira da destruição, acabando de vez com a avançada civilização existente.
Essa guerra ficou conhecida como a Guerra Final e, somada às doenças devastadoras que foram desenvolvidas a partir de armas biológicas, reduziu a população mundial que era de aproximadamente oito bilhões para pouco menos de trezentos milhões.
Sentel York é a última cidade remanescente na Terra, onde se acredita que a civilização possa recomeçar. E a disputa por seu controle será mortífera.
Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br
Autor de Sentel York é destaque em programas da Rede Globo.

Jornal Nacional   


O Poder Secreto do Seu Nome 
 John Carth




O que você acha de seu nome?

Essa pergunta encontra estranheza em um primeiro momento, porque normalmente as pessoas não pensam muito nisso, gostam ou não gostam, param por aí.

Se perguntasse:
O que as pessoas sentem quando leem seu nome?
Seu nome abre ou fecha portas para você?

A partir daí, você já começa a perceber que o nome tem qualquer coisa de especial que não significa apenas uma formalidade necessária para uma certidão de nascimento.
Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br



Psíquico 
 Edson Gomes


Psíquico é a história de Rafael Duarte, um homem comum, com costumes comuns e uma vida comum, igual a qualquer pessoa, mas Deus lhe deu um dom divino. Ele tinha o poder de se conectar com espíritos, que pediam a sua ajuda, com intuito de mostrar o caminho da luz e da justiça. De início, ele não sabia que tinha este dom especial, até que o dia que seu pai revelou um segredo de infância guardado a sete chaves.
Quando as imagens de uma lembrança que não eram as dele começaram a aparecer em flashes repentinos em sua mente, iniciou-se o primeiro contato espiritual com o desencarnado Guilherme.
Contato este que o assustou muito, pois nunca tinha pressentido aquilo antes na vida adulta. Psicologicamente, Rafael precisava de alguém que o apoiasse naquele momento de confusão mental, pois passava por uma crise de relacionamento amoroso.
Num dia de temporal de verão no Rio de Janeiro, voltando de carro do trabalho para casa, Rafael deu carona a uma mulher chamada Sônia, em um ponto de ônibus próximo à linha férrea. Depois de tanto conversar com ela, Rafael decidiu levá-la em casa.
Eles se despediram amigavelmente. Sônia esqueceu um terço sobre o banco do carona e ele decidiu entregá-lo no dia seguinte. Rafael ficou sabendo que a tal mulher, a qual tinha dado carona no dia anterior, havia morrido num incêndio há 30 anos, dentro da própria casa, atingida por um raio. O terço era o aviso que Rafael tinha recebido de Deus uma missão para descobrir quem matou Guilherme e porque o fato se transformou em acidente.
O que Rafael realmente não sabia era que, por trás da trágica morte do espírito perturbado, havia uma grande e perigosa conspiração. Conspiração esta, que ele também estava fazendo parte.  
Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br


Adormecer do fogo 
 Ben Green

Nas gélidas montanhas, vivem os Gha-laad, uma tribo de caçadores que acredita ser o fogo algo divino por não saberem criá-lo.

Há apenas uma única e sagrada chama passada de geração em geração. Um ataque de Aixians, imensas criaturas selvagens, tornou real o maior de seus pesadelos: a sagrada chama foi apagada. Ri-zir, guardiã dos escritos antigos, é designada para orientar os caçadores ao reduto das temíveis Aixians.

Segundo as lendas, era o único lugar onde o fogo ainda existia. Mas durante a jornada descobre que seu maior desafio é não se apaixonar por Sa-Tûr, um misterioso caçador.
Da primeira à última página, o leitor é cativado pelas emoções dos personagens enquanto aventuram-se por um mundo repleto de dúvidas, revelações e medos.

Adormecer do Fogo o fará mergulhar nesse fantástico universo de incertezas onde a confiança deve ser a última chama a se apagar.
Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br



Eventos – Dracaena Tour pelo Brasil





Tarde de autógrafos com Raphaella Mello


( Essa Blogeira acrescenta que quer MUITO ler esse livro e não vê a hora de adquiri-lo!)
A escritora Raphaela Mello receberá os leitores na tarde de autógrafos do livro Segredos de um Vampiro – Revelações, lançado em março de 2012 com distribuição nacional e internacional pela Editora Dracaena.
O evento acontecerá no Hotel Jerubiaçaba de Águas de São Pedro – SP, no dia 08/09/12, das 14h às 18h.
Informações: www.raphaelamello.com.br


E isso por hora Beijos Pessoal

Susana Weiss.






Programação imperdível na Bienal

OI pessoal,
Estou hoje divulgando a programação de alguns queridos autores.

Primeiro vamos ter VÁRIOS lançamentos da editora Modo:

Dia 18 teremos um lançamento da editora Giz com a lindíssima Dama Oriental Giulia Moon, Kaori e o samurai sem braço.


Beijos
Susana

domingo, 5 de agosto de 2012

Resenha de “Dizem por ai...” - por Tamires



Sinopse:
O namorado de Tilly Cole acaba de se mudar do flat deles com metade de suas coisas. Sem nada para prendê-la, Tilly decide rapidamente morar mais perto de sua melhor amiga, Erin, em um vilarejo minúsculo em Cotswolds. Lá, Tilly é contratada no mesmo momento como faz-tudo em uma empresa de design de interiores. Para sua surpresa, a cidade pequena transborda escândalo, sexo, fofoqueiros e boatos, focados basicamente em Jack Lucas, o homem lindo de muita classe e melhor amigo de seu chefe. Todos falam para Tilly ignorar o encanto por Jack, que ela será apenas outra em sua cama se ela se deixar levar; mas Tilly, que trabalha ao lado de Jack, enxerga uma parte carinhosa e cuidadosa dele que não é revelada à cidade. É impossível que ele seja a mesma pessoa de quem todos falam. Ou é possível? Tilly deve separar os fatos da ficção e seguir seu instinto neste divertido romance moderno. [SKOOB]


Quando entrava de férias da faculdade e estava precisando de algum livro “leve” para poder relaxar, “Dizem por ai...” foi a escolha certa.

Quando Tilly chega em casa, depois de um longo dia no trabalho, percebe que a metade de seus moveis sumiu, o que quer dizer que seu namorado foi embora, deixando-a desamparada (pois não tem condições financeiras de pagar sozinha seu aluguel) e sem nenhuma explicação. Sendo assim, Tilly resolve visitar a sua melhor amiga, Erin, que mora em Roxborough. Conversa vai, conversa vem, e Erin convida Tilly para morar com ela, coisa que Tilly não aceita, até que, quando ela está na estação esperando seu trem (que está muito atrasado), resolve ligar para um anuncio de emprego que viu na outra noite: “Garota faz-tudo, emprego divertido em casa de campo, 200$/semana.”

A sorte estava do seu lado, pois ela conseguiu falar com Max (pessoa que colocou o anuncio), marcou uma entrevista para aquela mesma hora (afinal o trem iria atrasar quase duas) e de cara conseguiu o emprego de “faz tudo”. É aí que começa a diversão.

Os principais personagens do livro são :

Max (o novo chefe de Tilly), que possui uma empresa de decoração, é um homem divorciado, pai de uma pré-adolescente que se chamada Lou, e que descobriu, depois de muitos anos de casado, que preferia homens a mulheres, decidindo-se divorciar e assumindo sua condição de gay.

Lou, (a filha de Max) é uma pré-adolescente que esta passando por um período conturbado na escola, com todo aquele conflito do primeiro amor, e que sofre Bullying de seus colegas, que constantemente a provocam por causa de seu pai GAY.

E, para completar a situação, temos Erin (a melhor amiga de Tilly) que se envolve com Fergus, um homem super fofo que tem uma megera (Stela) como ex-mulher e que não aceita o divorcio, estando decidida a ter seu marido de volta. Stela anda desesperada pela cidade tentando descobrir quem é a namorada de seu Fergus, pois esta decidida a transformar a vida dessa mulher em um inferno, até que esta decida devolver seu marido.

Imaginem estas situações em uma pequena cidade onde o passatempo das pessoas é a fofoca?!

Nos primeiros dias de seu trabalho, Tilly, conhece o melhor amigo de Max, Jack Lucas, que é conhecido por ser o mulherengo da cidade. Ele é bonito, elegante e simpático. É obvio que Tilly se apaixona por Jack, e ele por ela, mas devido a toda fofoca da cidade (aparentemente todas as mulheres da cidade já dormiram com Jack) e ele possuir um passado trágico (decidiu não se prender a mulher alguma depois que sua amada noiva morreu num trágico acidente), Tilly decide se manter o mais longe possível dele. Entretanto, Jack decidiu que quer passar mais tempo com ela (e ai inicia as confusões que são as melhores partes do livro).

O foco do livro não é o romance de Tilly e Jack (pois a autora conseguiu terminar o livro sem que nossa mocinha Tilly tivesse dito aquelas 3 palavrinhas (EU TE AMO) para ele, e sim como a fofoca em uma pequena cidade, no caso de nossos personagens, é capaz de influenciar a vida das pessoas. 

Como já disse antes: o livro é uma leitura leve e é super indicada para quem esta precisando relaxar.



A Autora



Jill Mansell já vendeu mais de cinco milhões de livros ao redor do mundo. A autora Best-seller cresceu em Cotswolds e estudou na Escola William Romney em Tetbury. Depois de trabalhar na Burden Neurological Hospital em Bristol por muitos anos, em 1992, ela torna-se uma escritora em tempo integral. Na verdade, não é bem assim; ela assiste televisão, como balas de frutas, admira os jogadores de rúgbi que treinam no gramado esportivo atrás da casa dela e passa horas na Internet maravilhada com o fato de tantos escritores terem blogs. Apenas quando ela não tem mais nada para fazer é que ela escreve. Ela mora com seu companheiro e seus filhos em Bristol. [SKOOB]


Beijos,
Tamires

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Estréia: O que esperar quando você está esperando




Sinopse:
Inspirado pelo eterno best-seller do New York Times com o mesmo nome, O QUE ESPERAR QUANDO VOCÊ ESTÁ ESPERANDO é uma comédia divertidíssima e sincera sobre cinco casais cujas vidas interligadas pelos desafios da iminente paternidade. (...) [Paramount Pictures Brasil]

Tivemos a oportunidade de conferir a pré-estréia de “O que esperar quando você está esperando”, que estréia hoje. É uma ótima comédia romântica tanto para casais novos como para aqueles que já passaram pela primeira gestação. Assim como muitos filmes do gênero, este é formado por várias estórias entrecruzadas.

O filme começa com Jules (Cameron Diaz, de “Professora Sem Classe” e “O Besouro Verde”) e Evan (Matthew Morrison, o Will Schuester da série “Glee”) se apresentando na final de um concurso de dança na TV, assistido pelos demais personagens do filme. Ela, na apresentação final, sente-se enjoada, o que serve de sinal do que virá pela frente.

Jules e Evan procuram lidar com esta situação imprevista enquanto continuam com seus afazeres: Ela coordenando seu “Reality-show” de emagrecimento enquanto ele lida com uma nova parceira para a competição de dança. Por melhor dispostos que estejam em adaptar suas vidas à gravidez, eles passam a ter problemas com relação a o que cada um acredita ser o melhor para o futuro rebento.

Um dos antigos participantes do programa de Jules é Gary Cooper (Ben Falcone, de “Missão Madrinha de Casamento” e “Menores Desacompanhados”), que a anos se esforça com sua esposa  Wendy (Elizabeth Banks, de “Jogos Vorazes” e “À Beira do Abismo”) para terem um filho. Confirmada a gravidez, Gary decide compartilhar a noticia com seu pai, o veterano de automobilismo Ramsey Cooper (Dennis Quaid, de “Footloose-2011” e “G.I. Joe”). Para sua surpresa, descobrem que a madrasta de Gary, Skyler (Brooklyn Decker, de “Battleship” e “Esposa de Mentirinha”), também está “esperando”, o que soma um novo capítulo a extensa história de competitividade entre pai e filho. Como se não basta-se a competitividade entre os Cooper, Wendy, autora de um livro infantil sobre amamentação, sente todos os problemas possíveis relacionados à gestação, enquanto sua sogra se mostra a absoluta antítese.

Gary não havia participado do programa de Julies para obesos de graça, mas por comer demais, principalmente sanduíches altamente calóricos, como os feitos em um trailer por Marco (Chace Crawford, o Nate Archibald da série “Gossip Girl”), que em uma noite competitiva com trailers concorrentes em um parque, revê Rosie (Anna Kendrick, de “Crepúsculo” e “Scott Pilgrim Contra o Mundo”), com quem quase foi ao baile de formatura anos antes. Após algumas cervejas e se afeiçoarem, como gostariam de ter feito anos antes, ela também acaba esperando. Marco, sentindo-se responsável, decide assumir seu papel como companheiro de Rosie e futuro pai. Passam, então, a perceber os problemas da inexperiência, imaturidade e da sensação de que se uniram sem o sentimento, mas por pura obrigação.

Em outra estória do filme (cuja ligação às demais não pode ser citada sem Spoilers), Holly (Jennifer Lopez, de “Plano B” e “A Sogra”) trabalha como fotógrafa em um aquário e em casa, com bebês. Apesar de sua vontade, não pode engravidar. Sendo assim, ela e seu marido, Alex (Rodrigo Santoro, de “Heleno” e “Recém-Formada”), decidem se candidatar para adoção de uma criança etíope. Percebendo a insegurança do marido, ela incentiva Alex a passar algum tempo com um certo grupo de amigos casados. Trata-se de pais, liderado pelo “experiente” Vic (Chris Rock, de “Gente Grande” e “Morte no Funeral”), que se encontram no parque enquanto levam seus filhos para passear. Em seus encontros, trocam experiências, reclamações e frustrações em seus papeis de pais, além de invejarem a vida “sem amarras” de Davis (Joe Manganiello, o Alcide Herveaux da série “True Blood”), o único que sequer tem expectativas de se tornar pai.

Diversos problemas são postos a frente dos personagens, que vão resolvendo na medida em que assumem novo nível de maturidade e responsabilidade, enquanto os espectadores se divertem. Ao fim, as gestações e, no caso de Holly, a espera pela adoção chegam ao fim, conduzindo os protagonistas a um novo capítulo de suas vidas. Sem dúvida, uma ótima opção para o fim de semana.


P. M. Zancan


Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©