terça-feira, 14 de maio de 2013

Resenha de Garotas de Vidro Por Tamires



Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos. SKOOB



O livro já começou errado: apostar pra ver quem vai ser mais magra, já da para imaginar que vai dar bobagem! Lia e Cassie, grandes amigas, resolvem fazer uma aposta para ver quem consegue ser a garota mais magra da escola... 

Obviamente, logo elas brigam e ficam meses sem se falar ate que Casse liga 33 vezes para Lia na mesma noite, e esta se nega a atender ao telefone. No outro dia, Lia descobre que Cassie está morta e ai começa a tortura. Lia não consegue se perdoar, sua cabeça fica girando e girando sempre com a mesma pergunta: 

“SE EU TIVESSE ATENDIDO, SERÁ QUE A CASSIE AINDA ESTARIA VIVA?” 

Logo os pesadelos começam e o tormento dela parece não ter fim... Lia se torna uma pessoa obcecada com seu peso, conta as calorias de tudo que come e, logo em seguida, vomita; como se isso não fosse o suficiente, logo começa a provocar pequenos cortes em si mesma. 

Acho interessante que os livros abordem o tema da anorexia, mas sinceramente não gostei de como a autora fez a abordagem do livro. A história é confusa e, varias vezes, tive que repetir a leitura de uma página para tentar entender o que a escritora queria dizer. 

O livro possui cenas muito fortes e, para lê-lo, a pessoa tem que ter um estômago muito forte, um dos motivos pelo qual demorei tanto para conseguir acabar com esta leitura, mas como em todos os livros, sempre se pode tirar algo de bom deles: neste, podemos ver que os pais de hoje em dia “tentam” ajudar seus filhos, mas que eles não têm nenhuma ideia do que se passa na cabeça deles e que fechar os olhos para o problema não vai ajudar em nada. 

Quando não se consegue resolver a situação sozinha, tem que procurar ajuda de alguém especializado porque, do contrário, a história pode ter um final triste, como foi o caso da Cassie.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©