terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Resenha de Queria Tanto




Alice Maria é uma garota de 20 e poucos anos que mora sozinha, tem grandes amigos, um emprego de cenógrafa que a faz ralar muito e é perdidamente apaixonada por Gabriel, que tem muito tesão por ela, o que seria ótimo, se ele não fosse gay. Aí aparece Rodrigo, que quer ter algo sério com Alice, mas ela foge com medo de o amor de verdade machucar... Com a ajuda e os conselhos nem sempre muito sutis de seus amigos, Alice embarca em uma aventura de descobertas e sentimentos, cheia de humor e delicadeza. Tudo está registrado em seu diário. Uma história divertida, emocionante, passada em dias ensolarados do Rio de Janeiro.

Bem, essa resenha eu estou devendo a muito tempo, nossa como eu estou atrasada.

O livro conta a história de Alice Maria, uma cenógrafa que é apaixonada por um colega de trabalho gay que a usa de amante e que tem vergonha de assumir que é bi-sexual. Ela é cheia de amigos, divertida, independente, fiel a sua paixão e teimosa.

Eu gostei bastante da história desse livro, achei o enredo bem escrito, adorei a forma como ela se dedica a uma relação (apesar de eu não investir em uma relação com um homossexual porque, bem, o negocio dele não é mulher), mas ela é perdidamente apaixonada e acredita que pode mudá-lo.

Alice é uma mulher real, cheia de sonhos, de frustrações e problemas reais, que quer ser feliz e encontrar um amor. Eu adorei o Rodrigo (não falo dele porque, senão, não tem porque você ler o livro). Ele é muito legal e acho que, apesar de tudo, o final é surpreendente (por isso eu indico esse livro). É um romance bem interessante com reviravoltas, viagens, situações divertidas, curtição de amigos e muita, mas muita emoção.

Queria ler mais obras da Livia pois achei ela uma escritora promissora. Sua narrativa, em forma de diário, deixou o livro cheio de impressões pessoais da personagem e a gente não vê o que se passa do outro lado da história. As vezes, essas narrativas são parciais demais, porém não senti nenhum exagero na narrativa da Alice. Recomendo, pois é um livro divertido e, apesar de ser pequeno, tem um potencial enorme.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©