quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Resenha de “A Sabedoria do Condado”


Tudo sobre o Estilo de Vida dos Hobbits
para uma Vida Longa e Feliz


Sinopse:
Um guia do Hobbit para a vida de milhões de fãs do J.R.R. Tolkien.
Smith mostra que uma toca-hobbit é, na verdade, um estado de espírito e como até as menores pessoas podem ter o valor de um Cavaleiro de Rohan. Ele explora assuntos importantes para os hobbits, como cerveja, comida e amizade, mas também assuntos mais sérios, como coragem, vida em harmonia com a natureza e bem versus mal. Como prazeres simples como jardinagem, longas caminhadas e refeições deliciosas com amigos podem fazer você significativamente mais feliz? Por que o ato de dar presentes no seu aniversário em vez de recebê-los é uma ideia tão revolucionária? E como podemos carregar nosso próprio “anel mágico” sem sermos devorados por ele?
A Sabedoria do Condado tem a resposta para essas perguntas. [Editora Novo Conceito]


A Sabedoria do Condado” é muito mais do que aparenta. Inicialmente se poderia imaginar ser apenas um livro de auto-ajuda inspirado nos hobbits, mas serve de guia para compreender a felicidade e determinação destes pequenos e surpreendentes habitantes da Terra Média como dos demais que os encontram (como humanos, elfos, anões,...). De fato, uma leitura leve e agradável para os fãs da obra-prima de J. R. R. Tolkien.

É sensato avisar que este livro não possui referências apenas a “O Hobbit” e “O Senhor dos Anéis” (livros e filmes), mas também a outras obras, como “O Silmarillion” e “As Aventuras de Tom Bombadil”. Sendo assim, fica o aviso aos que não tiveram a oportunidade de ler toda a obra de Tolkien: há Spoilers.

O ponto central trata-se, como o título indica, dos habitantes do condado, os hobbits. Estes diminutos seres da Terra Média, como diria Gandalf, são “surpreendentes”. Seu estilo de vida é analisado e comentado, detalhando tanto o que inspirou Tolkien a criar o Condado como o próprio Condado pode inspirar nosso cotidiano. O próprio Noble Smith descreve como, sendo “Tolkieriano”, utilizou o modo de vida hobbit para valorizar as coisas mais importantes da vida e ser feliz.

Contudo, não é apenas o estilo de vida do Condado que é comparado com o nosso cotidiano, mas também os valores élficos, de Rohan, dos Istari, dos anões,... Qualidades e defeitos são mencionados e apontados de forma a refletirmos como estamos lidando com nossas vidas. Muitos dos cenários e artefatos de “O Senhor dos Anéis” (como o Um Anel) são tratados como metáforas de nosso meio, de nossos anseios e temores. 

Recomendo este livro aos que conhecem (mesmo que superficialmente) a obra de J. R. R. Tolkien e que, como muitos de nós, tem uma vida agitada e estressante. Não são apresentadas soluções mágicas aos problemas de nossas vidas, mas há sugestões criativas de como lidar com nosso meio de forma mais tranquila. Entretanto, se já tiveres uma vida tranquila e fores fã do criador da Terra Média, é uma ótima opção de leitura.



O Autor



Noble Smith é um premiado dramaturgo, produtor executivo de documentários e designer de narrativa.

Seu livro, “A Sabedoria do Condado” (um guia para a vida para os fãs de J. R. R. Tolkien), é elogiado por Kirkus Reviews como um "ítem necessário" para os fãs da Terra-média. Ele escreve sobre todas as coisas de Tolkien em shirewisdom.com. [Noble Smith]


P. M. Zancan

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©