sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Resenha de "Manuscritos do Mar Morto"


Sinopse:

A ambiciosa policial Heather Kennedy está em seu trabalho mais difícil: seus métodos de investigação são criticados e ela está sendo assediada por colegas rancorosos porque não lhes dá atenção. Até que lhe é atribuída o que parece ser uma investigação de rotina, sobre a morte acidental de um professor da Faculdade Prince Regent, mas a autópsia deste caso volta com algumas descobertas incomuns...

Em seu escritório, Kennedy segue com sua investigação e logo se preocupa com o rumo para onde está sendo levada. Mas ela não está sozinha em sua apreensão. O ex-mercenário Leo Tillman (...) também tem angustiantes informações sobre estes crimes. E sobre a misteriosa organização mundial a que os crimes se relacionam... Escondido entre os pergaminhos do Mar Morto, um códice mortal pretende desvendar os segredos que envolvem a morte de Jesus Cristo. 

Entre um terrível acidente de avião no deserto americano, um brutal assassinato na Universidade de Londres e uma cidade-fantasma no México, Manuscritos do Mar Morto é o mais emocionante thriller desde O código Da Vinci. [NC - Manuscritos do Mar Morto]

Esta é, sem dúvida, uma estória global. Enquanto um xerife se encarrega de um acidente aéreo nos Estados Unidos, uma detetive britânica investiga o falecimento de um professor universitário e um mercenário interroga um traficante de armas no leste europeu. Três cenários distintos unidos por uma misteriosa e secreta organização.

Depois de um acidente aéreo insuspeito no Prólogo, somos levados a acompanhar os problemas de Heather Kennedy. Tendo sua conduta policial investigada, encontra-se deslocada para tarefas secundárias e cercada pelo assédio moral de colegas descontentes. Dentre as investigações "sem importância" que lhe são designadas, deve investigas a morte de um professor universitário. Ele havia caído da escada a mais de três semanas, sendo considerado claramente um acidente. A investigação é resultado da insistência da irmã. Não demora para Heather e seu parceiro novato, Chris Harper, descobrirem se tratar de um assassinato.

Em um lugar distante, Leo Tillman, um experiente mercenário ligado a uma missão pessoal, interroga um traficante de armas em busca de Michael Brand, um homem perigoso e sorrateiro. Foram necessários anos de investigação para Tillman descobrir o nome deste indivíduo, ligado a uma misteriosa e poderosa organização que usurpou aquilo que mais lhe importava, incitando Leo a uma caçada implacável.

Entre erros nas investigações policiais e assassinos profissionais, as investigações de Heather e Leo convergem para o Códice Rum: um documento considerado academicamente sem importância, uma tradução antiga de parte dos "Manuscritos do Mar Morto". Contudo, a pesquisa sobre ele atraiu a atenção mortal de Michael Brand. Agora Tillman, um mercenário cassado por habeis assassinos profissionais, e Kennedy, uma policial sabotada por colegas descontentes, percebem que devem se unir para descobrir a relação entre os documentos antigos e a organização mortal de Brand.

O livro é tenso não apenas devido a permeabilidade da tal organização assassina mas pela sensação de impotência ao acompanhar os protagonistas. De um lado temos Heather, cujas opiniões são negligenciadas pelos colegas e superiores em decorrência de ser fiel à própria índole; do outro temos Leo, em uma jornada de anos procurando cassar sem ser cassado enquanto perde aliados na busca por pistas quase inúteis, como o nome de um homem sem história. Sem dúvida, um livro muito instigante.


O Autor

ADAM BLAKE é pseudônimo de um aclamado autor inglês, conhecido mundialmente por seus best-sellers. [NC - Adam Blake]


P. M. Zancan

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©