quinta-feira, 7 de junho de 2012

Resenha da O resgate do Tigre por Tamires



Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d'água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O Resgate do Tigre, a aguardada sequência de A Maldição do Tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página. SKOOB
O Resgate do Tigre é o segundo volume da série iniciada com A Maldição do Tigre.   Veja a resenha do primeiro livro, A Maldição do Tigre.
No primeiro livro Kelsey , Ren, Kishan e Kadam  conseguiram  completar a primeira tarefa que pode quebrar a Maldição dos Tigres. O 2º livro inicia  exatamente de onde o 1º parou, temos Kelsey em sua nova casa longe da Índia se preparando para o início das aulas na faculdade.  Para uma garota que se compara a um nabo, ela já inicia o livro com três encontros marcados em seus primeiros dias de volta ao lar.  O 1º encontro foi um horror!!! O 2º deu para se divertir um pouco, mas no 3º, a coisa começou a esquentar, embora com nenhum dos rapazes ela conseguisse esquecer  Ren,como algumas pessoas estão comentando, o início realmente foi meio “meloso” (eu adorei), mas as cenas de ação que seguem os próximos capítulos acabam por fazer valer a pena continuar lendo. 


"Você sabe que está apaixonado quando vê o mundo nos olhos dela e os dela em todos os cantos do mundo."


Eu pessoalmente adorei a parte em que ela foi numa loja de animais de pelúcia e encomendou um grande tigre branco de olhos azuis para poder dormir abraçada com ele todas as noites, mas é claro que o bichinho não possui seu cheiro de sândalo e seu jeito carinhoso de olhar (quando li esta parte já fiquei louca para ler a parte em que o Ren ia descobrir o bichinho). Para mim, o livro iniciou na festa de natal, onde ao atender a porto ela se depara com aquele lindo par de olhos  azuis, dizendo a ela que não aguenta mais ficar longe.  Kelsey  agora esta tendo aulas de luta e a cena em que o professor a derruba no tatame e em seguida vemos o professor voando pela sala, pois este foi arremessado longe por Ren é hilariante. Kelsyn esta evoluindo, primeiro ela aprendeu a lutar e em seguida descobrimos que ela possui um super poder, o que fez com que ela deixasse de ser aquela heroína  fraquinha e indefesa.  
A cena em que Kelsey, Ren e Kishan são emboscados na floresta é cheia de luta e a cada disparo dos mercenários é como se o leitor estivesse La acompanhando cada movimento, e quando Kishan foge levando uma inconsciente Kelsey e deixa um ferido Ren para trás é de partir o coração.  Dessa parte em diante, começamos a ver o livro pela perspectiva do Kishan e descobrimos que  é tão fácil ama-lo como foi com o  Ren, para mim o que mais diferencia os dois príncipes é o romantismo, realmente é como comparar o  Edward Cullen  com Jacob (serie  Twilight), Ren é romântico carinhoso educado e super fofo; enquanto Kishan  é atrevido e aventureiro, mas também sabe ser romântico, enfim, adorei os  jogos de sedução do incrível Tigre Negro ou como ele mesmo se descreve, como  um homem que sabe o que quer e vai à luta até conquistar. Tem uma passagem do livro que diz assim: 


Bem, boa noite, bilauta. Apoiei-me no cotovelo. O que significa isso, Kishan? Você nunca me disse.
Significa “gatinha”. Achei que, se somos os gatos, você tem que ser a gatinha. Ah, mas não diga mais isso perto de Ren. Ele fica com raiva. Ele sorriu. Por que você acha que eu digo? Até amanhã!" (p. 165)


E tem outra em que ele diz:


... parece que as únicas garotas por quem eu me interesso sempre pertencem a Ren. Fitei suas costas, surpresa. Ele se virou e apoiou um lado do quadril no parapeito. Ficou observando minha reação atentamente, a expressão vulnerável e solene. Você está falando sério? - gaguejei."


Não tem como não se apaixonar pelo Kishan (mas só para registrar... eu ainda prefiro o Ren). Então só para registrar, o livro é maravilhoso e vale muito a pena comprar não só pelo romantismo, mas pelas incríveis cenas de aventura, lembrando que ano passado a Paramount Pictures comprou os direitos autorais e vai produzir o filme. 
Esta série é composta de cinco livros e aqui no Brasil já temos dois, sendo que o 3º já saiu nos EUA e o 4º esta previsto para sair em setembro lá fora, vamos aguardar que a Editora Arqueiro não demore muito para lançar o próximo volume. 

Beijos,
Tamires

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©