segunda-feira, 19 de março de 2012

Resenha de O Restaurante no Fim do Universo



Segundo volume da série “O Mochileiro das Galáxias”

Sinopse:
O que você pretende fazer quando chegar ao Restaurante do Fim do Universo? Devorar o suculento bife de um boi que se oferece como jantar ou apenas se embriagar com a poderosa Dinamite Pangaláctica, assistindo de camarote ao momento em que tudo se acaba numa explosão fatal? A continuação das incríveis aventuras de Arthur Dent e seus quatro amigos através da galáxia começa a bordo da nave Coração de Ouro, rumo ao restaurante mais próximo. Mal sabem eles que farão uma viagem no tempo, cujo desfecho será simplesmente incrível. O segundo livro da série de Douglas Adams, que começou com o surpreendente "O Guia do Mochileiro das Galáxias", mostra os cinco amigos vivendo as mais inesperadas confusões numa história cheia de sátira, ironia e bom humor. Com seu estilo inteligente e sagaz, Douglas Adams prende o leitor a cada página numa maravilhosa aventura de ficção científica combinada ao mais fino humor britânico, que conquistou fãs no mundo inteiro. Uma verdadeira viagem, em qualquer um dos mais improváveis sentidos. Skoob

Assim como o livro anterior, Douglas Adams mantém a agilidade e a criatividade. Esta estória é marcada pela improbabilidade e imprevisibilidade, tornando surpreendente cada parágrafo. No modo como foi escrito, fica impossível prever a conclusão desta extraordinária estória.

Este livro começa no ponto onde a estória parou no livro anterior. Os Vogons, crueis burocratas galáticos, dão proseguimento ao seu trabalho de destruir a Terra com tudo o que havia nela, incluindo os dois últimos humanos a bordo da nave Coração de Ouro. Esta surpreendente nave é acidentalmente apanhada desprevenida devido ao computador estar dando atenção à uma específica solicitação de um tripulante em particular. Cabe, então, a Zaphod Beeblebrox salvar seus companheiros com uma solução mais surpreendente que a própria nave em que estão.

Neste livro, Zaphod tem maior importância do que no livro anterior, levando-o, em dado momento, a comprovar algo que ele já tinha certeza: o universo (pelo menos um deles) gira a seu redor. Apesar disso, há nessa estória uma missão, ignorada pelos protagonistas, relacionada à pessoa responsável pelas decisões mais importantes do universo.

O leitor é apresentado a mundos pré-históricos, paradisíacos e pós-apocalípticos. Nesta estória é apresentada a sede do “Guia do Mochileiro das Galáxias” e ao famoso “Restaurante no Fim do Universo”, lugar onde é possível comer uma suntuosa refeição enquanto assiste Tudo acabar.

Mas nem tudo é diversão. Nossos heróis enfrentam perigos do início ao fim, até que são obrigados a se despedirem. Por fim, fica a dúvida de como esta estória pode continuar depois de uma conclusão tão definitiva.

Fiquem atentos: em breve, novas resenhas da série “O Mochileiro das Galáxias”.

Lembro que esta resenha faz parte da Promoção Mochileiro das Galáxias. Comente e preencha o FORMULÁRIO, para participar.

P. M. Zancan

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©