quarta-feira, 14 de março de 2012

Resenha Marta





Marta é bipolar, adolescente e tenta viver uma história de amor. Um velho psiquiatra, disposto a produzir Literatura leiga e fugir das teses para o meio acadêmico, narra os fatos mais significativos da vida de Marta, abrangendo toda a sua primeira adolescência, até que possa caracterizá-la como bipolar tipo I. O mais original é que ele mostra Marta às voltas com a vida que todos levamos — tentando viver sua própria história de amor — e não apenas com o transtorno em si ou tratando dele.
 SKOOB
Essa é a minha participação na Booktour de Marta do blog da Lidiane, http://www.paginadaleitura.blogspot.com.


Após ler Marta eu tirei muitas conclusões, a primeira é que eu não sou bipolar e a segunda é que a gente tem que permanecer sóbria e lúcida sempre que possível.

Esse é um livro bem interessante que mistura a história de Marta, uma moça argentina do interior que vai estudar em uma cidade grande (o que acontece com MUITA gente no Brasil) e morar com suas duas inseparáveis amigas.
Marta tem um amor por João, que é um cara que está curtindo a vida e as mulheres que a vida pode dar a um cara de beleza mediana.
Bem, o que posso falar desse livro: ele, nas partes que são sobre Marta, é bem fácil e bem interessante de ler, mas tem algumas partes mais filosóficas e mais explicativas sobre diversos assuntos, que podem ficar bem cansativos se você não estiver interessado no assunto ou se já souber o que está sendo escrito. O autor é muito bom contador de histórias, então esse é um bom livro para adquirir cultura, mas você sempre pode ouvir o autor e passar alguns parágrafos. Eu gostei do livro, apesar de achar que a personagem Silvia muita chata, porque ela, ao menos a meu ver, não fala como amiga e sim como uma analista e isso é muito chato entre amigas. Eu, ao menos quando converso sobre meus problemas com minhas amigas, quero conselhos e não uma analise sobre os porquês das minhas decisões, para isso a gente vai psicólogo. Tirando esse fato, a amizade entre Marta, Silvia e Naila é daquelas amizades que algumas pessoas conseguem levar do jardim até a velhice.
O livro tem um formato de diário em algumas partes e em outras usa a terceira pessoa, o que nos aproxima de Marta e nos faz notar, de cara, que existe algo errado com ela, até ela ser classificada como bipolar tipo I. Então se você é bipolar, esse livro é super hiper mega recomendado; se você não é, mas quer conhecer como é ser, esse livro é MEGA recomendado para você; agora se você não é bipolar e não tem o menor interesse em saber algo, esse livro é recomendado a você porque ele é divertido, principalmente para ficar pensado em como teria feito as coisas e ver como Marta fez.
Dou meus parabéns ao autor que deve ter feito uma grande pesquisa sobre o assunto.

O Booktrailer



Mais sobre ao Autor:

Breno Melo nasceu em 1980, no Rio de Janeiro. Foi indicado mais de uma vez para Poeta do Ano pela Sociedade Internacional de Poetas, em 2002, 2003 e 2004. Participou de The Best Poems and Poets of 2003, antologia de que faz parte o poema Hazel Eyes, e The Best Poems and Poets of 2004, antologia da qual faz parte That Girl.


Beijos
Susana Weiss

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©