segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Resenha de “Faces de um anjo”




Sinopse:
Leticia Lorn, uma renomada física é chamada por um genial professor do Instituto de Tecnologia para encontrar respostas em uma pesquisa secreta: A possibilidade de viajar no tempo, através de uma esfera de origem obscura, encontrada em Luxor - Vale dos Reis. Enquanto envolve-se com a pesquisa, misteriosamente surge Samael, um psicopata que inicia uma verdadeira caça as bruxas, cometendo assassinatos brutais com traços da Santa Inquisição de forma a incriminar a brilhante pesquisadora e roubar a esfera, podendo assim interferir no espaço-tempo e até mesmo na história da humanidade. De forma equilibrada o autor nos leva a um mundo mesclado de magia e suspense, desafiando o leitor ao exercício das deduções, fazendo-o mergulhar em uma nova realidade. Uma leitura capaz de envolvê-lo do início ao fim, que o conduzirá a um final surpreendente e instigante. A chave é acreditar. [SKOOB]

Diz-se que um especialista entende muito sobre pouco enquanto um generalista entende pouco sobre muito. “Faces de um anjo”, sem dúvida, é um livro generalista. Nele encontram-se uma sociedade secreta de bruxas, um “serial killer”, artefatos alienígenas, militares brasileiros, agentes do governo norte americano e viagem no tempo. Não mencionarei magia e ciência, presentes no livro, como distintos, pois “toda tecnologia suficientemente avançada parece magia” (Leis de Clarke).

A estória é centrada em Letícia Lorn, física especializada em mecânica quântica e membro de um seleto grupo secreto feminino. Ela é convidada a participar de uma pesquisa incomum a uma esfera adquirida pelo Prof. Isaac em Luxor. Neste artefato, que caiu no vale dos reis, estão não só um símbolo terráqueo da antiguidade como a capacidade de viajar no tempo. A importância em torno da pesquisa leva o professor a buscar financiamento e, por conseqüência, proteção dos militares. Entretanto, o fato de Letícia ter se tornado uma das poucas a fazer parte deste projeto secreto acaba por colocá-la em um perigo ainda maior.

Paralelo aos estudos científicos, Samael, uma pessoa transtornada, ambiciona tornar-se um “anjo”. Para cumprir este insólito objetivo, ele pretende usar seus vastos recursos para se livrar das “adoradoras do demônio”. Letícia encontra-se em seu caminho e, por conseqüência, ele descobre a esfera. Sua ambição aumenta e ele transforma Letícia em bode expiatório de sua cruzada de sangue.

A cada ação de Samael, diminuem as chances de Letícia encontrar uma solução. Como se não bastasse se defender de um assassino desconhecido, ela se depara com os impacientes agentes da AIAS, que não veriam problema em desaparecer com os envolvidos, se isso os conduzisse aos segredos da cobiçada esfera.

O autor consegue concluir a estória conectando todos os pontos pertinentes apresentados dês de o prólogo. Cada parte do livro é minuciosamente descrita, permitindo realçar a crueldade dos assassinatos. Os detalhes descritos lembram o que costuma se encontrar em obras ilustradas, como estórias em quadrinhos.

É um livro para ser aproveitado como um todo, visto que, isoladamente, cada parte ficaria superficial. A parte policial de “Faces de um anjo” parece um pouco simplória, em comparação com livros específicos sobre isso, como “Diário Serial” e “Viva para Contar”; assim como a relativa a bruxaria e magia, em comparação a “Brumas de Avalon” de Marion Zimmer Bradley; e a referente a Sci-Fi, se tomarmos como referencia os renomados Isaac Asimov, Arthur C. Clarke, Philip K. Dick e Douglas Adams. Entretanto, como escrevi no início, esta é uma obra “generalista”, tratando um pouco de cada assunto. Hermes M. Lourenço conseguiu realizar uma tarefa muito difícil: aliar elementos tão distintos sem tornar monótono para o leitor.



O Autor


Hermes Marcondes Lourenço é médico e escritor. Nasceu em 1973, na cidade de Itapeva, no interior do Estado de São Paulo, onde viveu grande parte de sua infância e para a qual dedica seu amor. È autor-editor do livro “Medicina e Parapsicologia - uma união fundamental” e do livro “Porto Calvário”, publicado em 2005, pela editora Sotese-RJ. Além disso, possui diversas publicações premiadas em antologias, das quais a de maior destaque é o “Navio Fantasma”, publicado na antologia “Outras Águas”, da Edições Agiraldo, e na antologia de poesias contos e crônicas da All Print Editora, especial para XIV Bienal do Livro – RJ, com o conto “O Lago”. [SKOOB]

P. M. Zancan

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©