sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Resenha premiada de Belle




Belle tem apenas 15 anos e viveu em um bordel em Seven Dials por toda sua vida, sem saber o que acontecia nos quartos do andar de cima. Mas sua inocência é estilhaçada quando vê o assassinato de uma das garotas e, depois, pega das ruas pelo assassino para ser vendida em Paris. Sem poder ser dona de seu próprio destino, Belle é forçada a cruzar o mundo até a sensual Nova Orleans onde ela atinge a maioridade e aprende a aproveitar a vida como cortesã. A saudade de casa — e o conhecimento de que seu status como garota de ouro não durará muito — a leva a sair de sua gaiola de ouro. Mas Belle percebe que escapar é mais difícil do que imaginou, pois sua vida inclui homens desesperados que imploram por sua atenção. Espirituosa e cheia de desenvoltura, ela tem uma longa e perigosa jornada pela frente. A coragem será suficiente para sustentá-la? Ela poderá voltar para sua família e amigos e encontrar uma chance para a felicidade? SKOOB

A história inicia em Londres, no ano de 1910. Nossa protagonista é Belle, uma jovem de apenas 15 anos, que mora em um bordel com sua mãe, Annie. Nesta fase, Belle ainda é uma menina inocente que não tem a menor idéia do que acontece nos quartos de cima da casa. Desde bebê, foi criada por Mog, que é a empregada do bordel onde vive com sua mãe, que, em função de terríveis acontecimentos em seu passado, é uma mulher muito fechada no que se refere aos próprios sentimentos em relação a sua filha. Um dia Belle esta escondida num dos quartos de cima quando Millie, que é uma das moças que “trabalha” lá, entra com um cliente e, assim, Belle acaba descobrindo o que acontece nos quartos de cima de sua casa. Como se não bastasse este tremendo choque, ela ainda presencia quando o “acompanhante” de Millie acaba matando-a e, ao fugir do quarto, Belle é vista pelo assassino, que não tem pretensões de ir para a cadeia por ter matada uma simples prostituta. Kent, o assassino, resolve então se livrar da única testemunha do crime e, por isso, age rapidamente sequestrando-a e vendendo-a para um bordel na França, onde sua inocência foi leiloada e ela é estuprada por vários homens.

Com todos estes traumas, Belle acaba adoecendo e, por isso, é novamente vendida, só que desta vez para um bordel em New Orleans, na América. Durante a viagem ela conhece Etiénne, um ladrão de bom coração, que a convence a se tornar a melhor prostituta a fim ganhar muito dinheiro para poder voltar pra casa. Com o passar do tempo, ela se tornou uma grande cortesã e é desejada por todos os homens e invejada por todas as mulheres. Enquanto isso, sua mãe e Mog contratam um detetive para descobrir seu paradeiro. Nesta parte percebemos que apesar do modo frio com que Annie tratava sua própria filha, ela a amava. Em New Orleans Belle descobriu seu grande sonho: virar uma chapeleira, abrir sua própria loja e, principalmente, amar alguém que não a julgue pelo seu passado.

Jimmy é o único amigo que Belle realmente teve enquanto morava com a mãe. Com o passar do tempo ele tornou-se um belo e corajoso rapaz. Ele também foi uma das poucas pessoas que nunca desistiu de encontrá-la. Em outras palavras, ele é o balsamo que Belle necessita para curar sua alma. Embora o livro se passe no ano de 1910, vários aspectos quanto ao trafico de mulheres e crianças são reais e sabemos que eles acontecem até hoje. A forma com que a autora descreveu o sofrimento das crianças e das mulheres é muito real e confesso a vocês que chorei em vários trechos do livro. Achei super interessante que no fim do livro a autora deu algumas explicações de como foram realizadas as pesquisas para ele.

Enfim, Belle não é aquele romance “doce”, cheio de água com açúcar, com que estamos acostumadas e sim uma história chocante que descreve vários aspectos cruéis da vida, mas que, no fim, nos ensina que vale a pena continuar sonhando e que, com luta e muito trabalho, é possível realizarmos nossos sonhos.


Gente, essa é uma resenha premiada então vão ai as regrinhas:
- seguir o blog
- ter endereço de entrega no Brasil
- comentar essa resenha ( comentários válidos e não aqueles de parabéns pela resenha ou adorei e quero o livro. a não ser que junto você escreva algo que de pra ver que leste a resenha)
- comentar na resenha com endereço de twitter ou facebook ou se vc não tiver nenhum dos dois um e-mail para que eu possa entrar em contato contigo
Sorteio sairão a partir de 20 comentário válidos.
- Essa blogeira se reserva o prazo de 30 dias para postar o livro após o sorteio.

Beijos


Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©