segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Resenha de "A Conspiração"

Sinopse:
Uma embarcação romana naufraga no século IV. Durante a Primeira Guerra Mundial, um navio inglês é destruído por uma bomba. Atualmente, no Oriente Médio, ícones da fé islâmica são bombardeados. E um misterioso pergaminho relacionado à vida particular de Jesus pode limitar o poder da Igreja Católica.

Como eventos e fatos tão distantes podem ter alguma relação? O engenheiro naval Dirk Pitt (Diretor da NUMA – Agência Nacional Marítima e Subaquática) está acostumado a explorações subaquáticas — e a revelar mistérios indecifráveis — e parece ser a pessoa mais indicada para trazer a público o elo entre esses episódios tão incompatíveis. Mas a que custo?

Uma aventura que mistura ficção e realidade em uma criação cheia de surpresas e mistério. Acompanhe o incansável herói Dirk Pitt em uma história em que arrepiantes artefatos religiosos, a CIA e o Mossad misturam-se às mais magníficas construções da arquitetura medieval. [Editora Novo Conceito - A Conspiração]

Como em "O Reino", o livro inicia narrando, em seu prólogo, acontecimentos do passado cuja relação com a estória só será explicada capítulos mais afrente. Passado o prólogo, é narrado um atentado à uma mesquita na Cairo dos dias de hoje. Apesar do embate da embarcação romana e da destruição do navio britânico no prólogo e do atentado no Egito, no primeiro capítulo, instigarem o leitor quanto a sua relação com a estória, esta inicia mesmo com a descoberta de um naufrágio otomano entre as costas da Grécia e Turquia por Dirk Pitt (o personagem principal desta série) e seu leal companheiro de mergulho, All Giordino. Depois desta, Dirk vai à Istambul jantar com sua esposa, Loren Smith (congressista americana) e consultar um especialista sobre os artefatos recém encontrados. Ao final da noite, são surpreendidos por um assalto ao museu e o sequestro de Lorien. Apesar de Pitt conseguir lidar com a situação, há sinais que a morte paira o Bósforo.

Próximo dali, na cidade de Cesareia, artefatos são descobertos em ruínas do antigo porto deixando Sophie Elkin, agente da Autoridade das antiguidades de Israel, preocupada quanto ao roubo destes artefatos. Apesar dos papiros e do antigo professor, sua atenção é atraída para Dirk Pitt Jr., filho do casal em apuros em Istambul. Seria uma estadia agradável se os instintos de Sophie não estivessem certos. Logo, toda a equipe fica a mercê de terroristas que buscam um papiro em especial.

Já tendo narrado os apuros dos Pitt no oriente médio, a estória passa para os trabalhos de Summer Pitt, irmã gêmea de Dirk Pitt Jr., guiando a historiadora Julie Goodyear pelos destroços submergidos do navio britânico mencionado no prólogo. Os indícios encontrados pelo pequeno submergível da NUMA, instigaram a curiosidade tanto de Julie, responsável pelo levantamento biográfico de Lorde Kitchener  (falecido no naufrágil), como de Summer. Seguindo estas pistas, elas acabam se deparando com um sinistro complô.

Esta é, sem dúvida, uma estória complexa, fazendo jus ao extenso número de páginas. Apesar do início parecer um tanto monótono, onde as cenas de ação parecem um tanto "diluídas", logo os autores (pai e filho) parecem se cansar de extensas explicações e partem para vertiginosas perseguições. Terroristas, traficantes de relíquias, sacerdotes inescrupulosos, conspiradores ambiciosos,... muitas peças em um quebra-cabeça sinistro que acaba envolvendo, convenientemente, toda uma família de exploradores submarinos. Uma instigante estória onde não só as vidas dos protagonistas estão em jogo, como todo o futuro do oriente médio.


Os Autores:


Clive Cussler é autor de mais de 40 livros. Seus mais recentes romances destacaram-se entre os mais vendidos nos Estados Unidos pelo The New York Times. Já entre suas obras de não ficção destacam-se The Sea Hunters e The Sea Hunters II; essas narram as aventuras reais de Cussler em busca por navios naufragados de importância histórica. Com sua tripulação de voluntários, Clive Cussler descobriu mais de 60 navios, incluindo o submarino americano Hunley, há muito dado como perdido. O autor mora no Arizona, Estados Unidos. [editora Novo Conceito - Clive Cussler]

Dirk Cussler é o filho de Clive Cussler e co-autor de vários livros da série "Dirk Pitt". Tem um MBA da universiadade de Berkeley e trabalhou por muitos anos na área financeira antes de ajudar seu pai a escrever a série de Dirk Pitt. Dirk Cussler também desempenha um papel fundamental na fundação sem fins lucrativos "National Underwater and Marine Agency" (NUMA), que foi fundada por seu pai, onde é o Presidente e membro do Conselho de Curadores. [Wikipedia - Dirk Cussler]


P. M. Zancan

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©