sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Resenha Tipo Destino por Tamires


Lani e Erin são melhores amigas, embora não tenham muito a ver uma com a outra. Lani é uma taurina tranquila e Erin é a impetuosa leonina. Uma adora Astrologia (e outras artes adivinhatórias também) e ficar em casa; a outra gosta de pessoas e baladas. Suas preferências — incluindo pizzas e meninos — são bastante diferentes, ou eram, até que Erin começou a namorar Jason… Assim que Lani conheceu o namorado de Erin, sentiu uma enorme conexão com ele. Uma sensação de que já se conheciam a vida toda. E, apesar de acreditar que ele sentia o mesmo, ela sempre soube que Jason estava fora de cogitação, afinal, ele era quem ele era! Ela decidiu ignorar seus sentimentos. Não importava o quanto quisesse ficar perto de Jason, nada a demoveria da ideia de se manter distante dele. Então, Erin viajou durante todo o verão… “Este livro me deu vontade de mudar minha vida.” THE TRUTH ABOUT BOOKS “Uma narrativa inteligente e rápida…” KIRKUS REVIEWS SKOOB


Pelo tema do livro, já é possível perceber que a história iria ser complicada, pois traição entre amigas nunca é fácil, mas, na verdade, fiquei decepcionada com a historia: achei os personagens fúteis e sem personalidade, não há emoção em suas relações.

Nossa protagonista, Lani, tem 16 anos e é viciada em assuntos esotéricos; ela é o tipo de pessoa que consulta todo dia seu horóscopo, costuma praticar  meditação, ama tudo que se refere ao esoterismo como leitura de cartas e mãos, mapa astral numerologia e um monte de outras. Eu não tenho nada contra essas coisas, pelo contrario, acho muito interessante, mas a maneira como a autora abordou o assunto (simplesmente jogou todas essas coisas na historia) ficou um pouco forçado. Sua amiga, Erin, é o tipo de garota que vemos nos filmes e que sempre odiamos: linda, popular, mentirosa e egoísta. No inicio do livro até que dava para aguenta-la, mas, quando chegamos ao meio do livro, eu mesma queria matar ela (aqui sim, a autora esta de parabéns, pois fazia tempo que eu, como leitora, não odiava tanto uma personagem). Enfim, ela e Lani têm uma ligação especial desde que sofreram um acidente e Erin salvou sua vida.

Jason é fofo, o tipo de garoto que todas as meninas querem namorar. Ele é namorado da insuportável Erin, mas aos poucos foi se apaixonando por Lani, porém nenhum dos dois teve coragem de contar para Erin sobre seus sentimentos; é aí que a coisa pegou fogo. Sinceramente, este livro não me emocionou, pois tudo nele é muito “clichê”: a historia foi muito previsível, o tema do livro é polemico e acho que a autora deixou a desejar pois ela tinha tudo para criar uma grande historia.


 A única coisa boa nesse livro é o Blake, o amigo gay da Lani, que nunca assumiu esse seu lado por medo do que iria acontecer quando seu pai descobrisse. Ele sonha com o dia em que poderá ir embora para a faculdade e, finalmente, poder assumir esse seu lado. Na verdade, a história dele me lembrou muito da situação vivida pelo personagem Felix da novela “AMOR A VIDA” (o personagem não assume a sua sexualidade com medo do que pode acontecer quando seu pai descobrir), inclusive acho que a autora deveria criar um livro abordando apenas a vida do Blake, pois com certeza, essa historia seria muito mais interessante.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©