sexta-feira, 25 de abril de 2014

Tempo de Mudanças - Lisa Jewell


Tempo de Mudanças.
Autora: Lisa Jewell.
Editora: Novo Conceito.
Páginas: 352

Em um hospital em Bury St Edmunds, Daniel Blanchard está morrendo. A amiga Maggie May é sua companheira nesta jornada até o fim: senta-se ao seu lado todos os dias, segurando-lhe a mão e ouvindo histórias de sua vida, seus arrependimentos e seus segredos: os filhos que nunca conheceu e que, provavelmente, nunca conhecerá. Lydia, Dean e Robyn não conhecem o pai e também não se conhecem. Ainda... Todos eles estão passando por uma fase de mudanças e de dificuldades: Lydia carrega as cicatrizes de uma infância traumática e, embora seja rica e bem-sucedida, sua vida é solitária e confusa. Dean é um jovem sobrecarregado por uma responsabilidade imprevista, cuja vida está indo para lugar nenhum. E Robyn começou a faculdade de medicina, mas sente que alguma coisa não está certa. Três jovens com histórias muito diferentes, mas que se sentem igualmente perdidos e à procura de alguma coisa, como se faltasse um elo para dar sentido às suas vidas. E então, quando eles percebem que seus caminhos estão se cruzando, tudo começa a mudar...

Resenha:

Todo mundo tem segredos mas alguns podem mudar nossa vida para sempre!

Primeiramente quero agradecer por ser resenhista deste blog, adorei logo de cara, é lindo! Uma honra fazer parte da família do blog Noites Malditas, demorei mas fiz finalmente a primeira resenha, espero que gostem!

Eu sou do tipo que logo que vê a capa, já quer logo comprar o livro, e julgo mesmo. Acho que o conteúdo tem tudo a ver com a capa e tudo o mais, puro engano caros leitores...e este é mais um deles!

Achei que seria um romance de época e não é o caso, trata-se de um romance contemporâneo, desses estilo dramalhões mexicanos mesmo, com direito a segredos, relações complicadas que num futuro se interligam e histórias rocambolescas e por aí vai...
Vamos aos personagens principais: Robyn, Lydia, Dean e Daniel, que são quatro pessoas que não se conhecem, mas possuem uma ligação muito importante na trama.

A história inicia-se em 1979, com Glenys, que é casada com Travis, tentando engravidar e decide fazer inseminação artificial,  mas sem o marido saber, pois ele é muito machista para aceitar sua possível esterilidade. Nesse decorrer, tem bastante detalhes sobre todo o processo da inseminação, o que achei desgastante e até desnecessário.

Passa um tempo, e a vida desses personagens se interligam a vida de Daniel que tem um segredo, e quer de qualquer forma revelar antes de partir, aí começa realmente toda a história a se desenrolar.

"Essa tranquilizadora reafirmação de que tudo continuaria, minuto a minuto, dia a dia, ano a ano, século a século. A compreensão de que a vida era maior do que sua experiência de vida; de que muito depois que tivesse ido embora haveria outros como ela; que talvez um dia, quando tudo o que restasse dela fosse um bloco de granito num cemitério do País de Gales, alguém em algum lugar talvez dissesse: A tia-avó da minha mãe ganhou uma fortuna com tinta, sabia? Ou talvez não". (p. 324)

Eu achei o livro confuso, demora a pegar a liga, e na verdade não é meu estilo literário, não me prendeu, eu gosto de objetividade, este é mais complexo, talvez eu não estava num momento bom para este tipo de leitura. Mas a mensagem é positiva, trata-se de amor entre irmãos, relações familiares e valores.

A capa, diagramação, layout e revisão estão ótimos, a editora está de parabéns!

Até a próxima,

Fernanda

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©