sábado, 16 de fevereiro de 2013

Resenha Postais do Coração por Tamires



Sinopse: Saffy tem um trabalho incrível em uma agência de propaganda em Dublin. Ela tem sua difícil mãe a uma distância segura. E ela acredita que seu namorado ator Greg — o próximo Colin Farrell — finalmente irá pedi-la em casamento. Conor admira a linda Jess. Mas depois de sete anos e gêmeos, ela ainda não se casará com ele. Ele passa os dias ensinando adolescentes terríveis e as noites escrevendo o livro que espera que mude tudo — inclusive a mente dela. Mas está difícil de alcançar finais felizes...SKOOB


O que se pode falar sobre esse livro? Ele é totalmente diferente dos que eu já tinha lido... É um livro voltado para o RELACIONAMENTO, seja ele romântico, profissional ou familiar. Eu nunca tinha lido um livro que conseguisse englobar tantos relacionamentos como esse e, como leitora, adorei isso.

Nossa mocinha é a Saffy: irlandesa e descolada, possui uma carreira promissora, um apartamento super legal e vários amigos queridos e ainda por cima namora um ator famoso que se chama Greg (achei engraçado o fato de ele ser meio baixinho, mas também o achei um cara superficial que valoriza demais a aparência, mas que no fundo, no fundo mesmo, tem um bom coração).

Connor é um professor e, nas horas vagas, escritor. Um dos seus maiores sonhos é que seu livro seja publicado por uma grande editora. Ele é pai de gêmeos e é “casado” com Jess (na verdade Jess se recusa a subir no altar, ela mora com o cara, dorme com ele, tiveram filhos e, mesmo assim, se recusa a se “casar”). Esse casal meio estranho são os melhores amigos de Saffy e Greg. Amei a forma como a escritora conseguiu unir a vida destes casais que, do meu ponto de vista, não tinham nada em comum. As Confusões em que eles se metem são maravilhosas e eles mentem, enganam e se perdem, mas mesmo assim a história não perde o enredo engraçado. Tem falas muito engraçadas como quando Saffy e Greg estão discutindo o relacionamento e eles falam:

— Faz anos que espero que você me peça em casamento Greg, anos e anos. Relacionamentos são como tubarões: precisam continuar em movimento senão morrem.

Greg sorriu nervosamente e tentou segurar sua mão.

— Quem disse? Talvez sejam como os bichos preguiças. Eles praticamente não se movem e podem viver até quase quarenta anos. Eu vi em um documentário no Discovery. 

Enfim, a história é leve e engraçada, vai fluindo tranquilamente e, quando você menos espera, o livro acaba. Gostei muito, recomendo a todos que curtem esse tipo de literatura.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©