terça-feira, 6 de agosto de 2013

Resenha de Laços inseparáveis por Tamires


A autora de cinco romances de sucesso, Emily Giffin, lança uma história inesquecível de duas mulheres, as famílias que a fazem ser quem são, e a lealdade e o amor que as ligam. Marian Caldwell é uma produtora de televisão de 36 anos, vivendo seu sonho em Nova York. Com uma carreira bem-sucedida e um relacionamento satisfatório, ela convenceu todo mundo, inclusive si mesma, que sua vida está do jeito que ela deseja. Mas uma noite, Marian atende a porta... para apenas encontrar Kirby Rose, uma garota de 18 anos com a chave para o passado que Marian pensou ter deixado para trás para sempre. Desde o momento que Kirby aparece na sua porta, o mundo perfeitamente construído de Marian — e sua verdadeira identidade — será chacoalhado até o fim, fazendo ressurgir fantasmas e memórias de um caso de amor apaixonado que ameaça tudo para definir quem ela realmente é. Para a precoce e determinada Kirby, o encontro vai provocar um processo de descobrimento que a leva ao começo da vida adulta, forçando-a a reavaliar sua família e seu futuro com uma visão sábia e doce. Enquanto as duas mulheres embarcam em uma jornada para encontrar o que está faltando em suas vidas, cada uma irá reconhecer que o lugar no qual pertencemos normalmente é onde menos esperamos — um lugar que talvez forçamos a esquecer, mas que o coração se lembra eternamente.SKOOB



Nunca tinha lido nada da Emily, mas confesso a vocês que eu adorei ela. Nossa protagonista, Marian, não é como essas mocinhas típicas (ela não é frágil e nem esta a procura do tão sonhado príncipe encantado) ela é uma mulher forte e determinada que mora em Nova York, possui uma carreira muito bem sucedida como produtora em uma emissora de TV, está com 36 anos e possui uma vida muito bem estruturada. Em uma certa noite, tudo mudou quando atendeu a porta e se deparou com Kirby Rose, uma garota de apenas 18 anos que procura respostas e possui a chave para o seu passado (aquele que Marian pensou ter enterrado para sempre a muitos anos atrás). A vida de Marian era como um castelo de cartas e Kirby definitivamente foi o vento que entrou pela porta e desmanchou tudo. A partir daí, conhecemos mais sobre o passado de nossa protagonista, seus anseios, suas tristeza e o seu grande segredo (um caso de amor mal resolvido) e tudo mais que aconteceu na vida dela que contribuiu para que ela se tornasse a mulher que é hoje.

Kirby, de 18 anos, é totalmente diferente: ela é a típica adolescente, revoltada, mal humorada e problemática. Ela sempre odiou ser comparada com sua perfeita “Irmã” (aqui descobrimos que ela foi adotada),como todo mundo sabe, paciência tem limite e, de fato, a de nossa amiga é bem curta ela decide fugir de casa para conhecer sua mãe biológica e desvendar os mistérios do seu passado.

Duas pessoas não poderiam ser mais diferentes do que essas duas. Em minha opinião, é isso que tornou o livro tão interessante, pois embora elas sejam completamente diferentes, possuem um laço que as une e, com o passar da historia, vemos como duas completas estranhas passam aos poucos a se tornar uma família e como a busca por Conrad (o pai biológico que nunca soube da sua existência) passa a uni-las é emocionante. Definitivamente eu gostei muito desse livro e estou ansiosa para ler outras obras desta autora, pois a emoção com que ela nos descreveu este livro demonstra que ela é uma grande escritora. São raras as autoras que conseguem fazer com que o leitor consiga se imaginar naquele cenário, vivendo aquelas emoções. Com certeza ela conseguiu criar um grande laço com seus fãs. 

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©