sábado, 3 de agosto de 2013

Resenha de A vez da minha vida por Tamires



Certo dia, quando Lucy Silchester volta do trabalho, há um envelope de ouro no tapete. E um convite dentro dele para se encontrar com a Vida. Sua vida. Pode soar peculiar, mas Lucy leu sobre isso em uma revista. De qualquer forma, ela não pode ir ao encontro: está muito ocupada desprezando seu emprego, fugindo de seus amigos e evitando sua família. Mas a vida de Lucy não é o que parece. Algumas das escolhas que fez — e histórias que contou — também não são o que parecem. Desde o momento em que ela conhece o homem que se apresenta como sua vida, suas meias-verdades são reveladas totalmente — a não ser que ela aprenda a dizer a verdade sobre o que realmente importa. Lucy Silchester tem um compromisso com sua vida — e ela terá de cumpri-lo. SKOOB

Conheci esta autora quando li o livro “P.S. Eu te amo”. Definitivamente, ela conseguiu me ganhar com aquele livro (vocês devem ter percebido isso quando leram a resenha que fiz dele). Gosto de me manter atualizada sobre os lançamentos e sobre o que o pessoal esta achando deles, mas quando chegou a vez desse livro, fiquei com medo, pois vi muitas criticas negativas e isso acabou fazendo com que eu fosse adiando a leitura desse livro. Mas, como tudo tem sua hora, não aguentei mais ver este livro parado na estante me olhando e resolvi encará-lo de uma vez para poder formar minha própria opinião.

Realmente, o começo dessa história é monótona, mas aos poucos ele vai evoluindo e vamos conhecendo a história de Lucy Silchester, que cresceu em uma família “perfeita” sempre a sombra de seus irmãos e de seu pai que era um rígido juiz. Ela é o próprio patinho feio no meio dos cisnes: sua vida é um desastre, pois mora em um minúsculo apartamento, terminou seu relacionamento com Blake, está se afastando dos poucos amigos que tinha, suas escolhas são sempre erradas, sua diversão se resume a ficar em casa assistindo TV com o seu gato (Senhor Pan) e sua carreira vai de mal a pior quando ela perde o emprego e acaba trabalhando como tradutora de manuais de instruções. Como se não fosse tudo isso, ela ainda vive enrolada nas suas “mentirinhas” que, com o tempo, viram bolas de neve. Tudo muda quando ela acha um certo envelope em seu tapete. A partir dai Lucy começa a receber cartas que marcam o encontro dela com sua vida, mas é obvio que a vida dela esta muito agitada e que, por isso, ela resolve ignorar as misteriosas cartas. Mas é impossível fugir do destino e por isso um dia ela resolve comparecer ao tal encontro. Procura no seu guarda roupa uma roupa linda e vai toda produzida para o seu encontro; Ao chegar lá, ela descobre que a vida dela é um homem, mal vestido, grosseiro e cansado. É obvio que ela não gosta do que vê e nem do que ouve e acaba indo embora e ignorando as mensagens que a sua vida lhe manda. Como a vida não é boba, logo ela começa a mandar cartas para a sua família e amigos até que, em certo dia, ela atende uma ligação da vida avisando que algo muito ruim vai acontecer... Finalmente convencida, ela resolve se juntar com a sua vida e fizer alguma coisa...


Pode-se dizer que o livro tem um “que” de auto-ajuda, mas apesar do inicio ser chato, eu amei esse livro. Realmente faz falta às vezes a pessoa parar e olhar para sua vida, para as escolhas que fez, e ver se o que ela se transformou valeu a pena, se era isso que ela desejava quando era criança, se os seus sonhos foram realizados, etc. A criatividade da autora ao escrever este livro foi sensacional pois ela abordou isso de uma forma totalmente nova e é impossível não rir ou chorar com as trapalhadas da vida de Lucy. Super recomendado, vale muito a pena ler.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©