quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Resenha Os Sete


Resenha Os Sete

Oi Pessoal!
Hoje eu vou oficialmente iniciar o mês do dia das bruxas( que eu AMO). Vou falar de u livro que eu li em um momento bem complicado da minha vida, eu estava com uma doença internada no hospital isolada, ouvindo as enfermeiras falarem sobre a chance de eu ter alguma seqüela quando ganhei esse livro. Passei o tempo lá lendo ele na época eu levava um mês para ler um livro de 300 páginas. Esse livro me ajudou a sair de lá rindo, da mesma forma que entrei e sem nenhum sinal de ter tido a maldita meningite bacteriana.
Vou falar de Os Sete de André Vianco, seu romance de estréia publicado, já que ele tinha escrito o Sr das chuvas, mas esse livro só foi publicado depois, e que teve um bocado de seqüências. Vou falar de todas elas!
 Agora como saiu uma nova edição de todos os livros, vou falar deles.



Sinopse: Uma caravela portuguesa naufragada há cinco séculos é descoberta no litoral brasileiro. Dentro dela, sete cadáveres aprisionados em uma caixa de prata, acusados, na época, de bruxaria. Universitários irão estudar os cadáveres, que estão em perfeito estado de conservação... Será que estão mesmo mortos?


Minhas impressões: Numa praia fictícia, Amarração, fora da rota dos navios portugueses no século XVI, RS não era Rota comercial para os portugueses, uma Nau foi afundada contendo uma caixa de prata pura com as piores coisas que já habitaram o velho mundo, sete seres sem alma que fizeram um pacto com o “coisa ruim” para ganharem poderes e enfrentarem os humanos que insistiam em caçá-los.
Em 1506 essa caixa selava o destino do Sr feudal Dom Guilherme, do pescador Miguel, do carpinteiro Manoel, do comerciante espanhol Afonso, o escravo Fernando, do produtor de vinhos Batista e do adolescente rebelde Sétimo, OU se preferirem dos vampiros Inverno, Gentil, Acordador, Lobo, Espelho, Tempestade e Sétimo. Que foram condenados a uma eternidade no fundo do mar, tudo estava certo até um grupo de mergulhadores ferrados que só tinham o litoral gaúcho (que é um porcaria para mergulho, Gaucha falando) para mergulhar, lá esse pessoal encontra essa Nau naufragada e pensando além das descobertas históricas, nas descobertas monetárias. Relatam sua descoberta e acabam envolvidos em um a trama quando num alto clichê Eliana, a única mulher do grupo, após ser empurrada na euforia de historiadores de ver o conteúdo da caixa deixa uma gotinha de seu sangue cair dentro da caixa e ela encontra o Vampiro Inverno.
Tirando esse começo o restante do livro se passa em Osasco, onde Inverno e Cia fazem misérias atrás de seu intento, voltar a Portugal para se vingarem dos quase 500 anos de clausura, mas obviamente que levando a Moça que lhe deu a gotinha de “vida”!
O livro tem uma história MUITO boa, obviamente que para primeiro romance do autor tem alguns errinhos de linguagem eu ODEIEI o final do livro, achei forçado apesar de interessante. Porém esse livro é muito bom para o que veio introduzir as próximas séries. Eu confesso que virei fã do André Vianco quando li esse livro e fui atrás do restante, na época só tinha Sétimo (continuação)a narração do livro é muito envolvente e nos faz torcer hora para os vampiros, hora para os mortais, o livro é todo intercalado, um capitulo cada núcleo da trama e confesso que muitas vezes pulava para poder saber o futuro de um núcleo em específico. Adorei algumas coisas que o André introduziu no universo dos vampiros como a história de origem que eu achei MUITO original, ao menos até agora não li nada anterior que justificava a existência vampiresca como André Vianco justificou.
O livro tem momentos impagáveis de como pessoas de 1506 reagem a coisas como um vaso sanitário, como eles agem com que faz Bulling. E como apesar de você dormir quase 500 anos pode acordar pelado e fazer poesias sedutoras a uma mulher.
Comédia, Terror, aventura, ação, tudo isso faz parte de Os Sete e por isso esse livro é um Best Seller e arremessou André Vianco direto da Fila do desemprego para a Fila dos Grandes nomes da literatura nacional moderna.
Então é isso!
Beijos Malditos

Susana Weiss

Post 94

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©