quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Resenha Sétimo

Oi pessoal!
Hoje vou seguir navegando pela literatura vampiresca do autor nacional André Vianco! Falarei do segundo livro da série dos Vampiros do Vale D’ouro (último dos vampiros portugueses, porém introdutório para outra série que fez sucesso) hoje vou falar sobre Sétimo.
Gente queria pedir desculpas, pretendo editar a resenha de Os Sete, porque estava MUITO cansada e acabei não revisando a resenha antes de publicar e ao rele-la notei que está um pouco confusa do meio para o final!



Sinopse: Um vampiro desperto depois de quinhentos anos abre os olhos numa terra estranha, nova e cheia de sangue. Sétimo decide fazer do Brasil seu novo lar, para tanto terá de formar um verdadeiro exército de vampiros para demarcar seu território, exibir seu poder e dar combate aos caçadores. Elege um vampiro recém-criado para servir-lhe de guia, general e pupilo. Em sua sede por sangue e conquistas, ao autoproclamar-se a criatura mais poderosa da Terra, Sétimo atrai além de vampiros, um sem número de inimigos deste e do outro mundo. Estes inimigos despenderão esforço sobre-humano, empregando, além de armas carregadas com balas de prata, dentes pontiagudos e poderes paranormais. O espetáculo mais bizarro da terra não pode parar.

Foi lançado com 3 diferentes capas, eu tenho a primeira, nunca vi a segunda que foi a que achei mais bonita e a branca foi lançada na Bienal do Rio esse ano.

Minhas impressões:  Spoiler de Os Sete  “ Quando cheguei ao final eu notei que faltava o Final de Sétimo e Lobo, o que me deixou obvio que teria uma continuação.”  Começo dizendo que Sétimo mostra o inicio do crescimento de André Vianco como escritor é notável que sua linguagem está refinada e ele conseguiu explorar muito mais as potencialidades de seus vampiros. Sétimo é um garoto rebelde, que foi enviado ao inferno em um negocio escuso de seus companheiros vampiros com o demônio e como premio por seus serviços ganhou o poder mais cobiçado pelos vampiros, andar de dia e uma coisa talvez ruim, uma forma bestial além de seu belo corpo de rapazote.
O vampiro infante quer formar um exercito, para isso descobre onde encontrar dinheiro, matando gente ruim que tinha MUITA grana, traficantes e ladrões de banco. Até aparecer uma linda morena que se tornou sua companheira número um e que pediu uma colega e foi prontamente atendida com a estonteante presença de Alexia no covil do vampiro.
Nesse livro, Tiago- o cavaleiro solitário (e mergulhador ferrado) que enfrentou os 5 vampiros no primeiro livro para libertar Eliana- que é um vampiro recém criado torna-se o general do exercito de Sétimo. A idéia dele é tomar conta de TUDO. Já Lobo, quer formar uma alcatéia e acaba a formando com acampamentos juvenis no meio do “mato urbano”, nesse livro temos também Tobia, o descendente do Tobia que prendeu os 7 na caixa de prata e que não vê problemas em andar no século XX com uma armadura de prata em plena rua e um matador profissional, Dimitri que se une na missão herdada pelo nosso Tobia.
Bem, eu gostei desse livro, achei que tem bastante ação, a narrativa é objetiva, eu gostei MUITO de Sétimo e as negociações para fazer com que o barqueiro lhes desse o Tiago e seus amigos “as armas” (se eu falar mais disso estrago o livro) para destruir Sétimo!
O livro tem um toque de terror e aventura muito bom, já que agora o exercito Brasileiro sabe enfrentar vampiros.
Como eu disse esse livro coloca um ponto final nos vampiros do Vale D’ouro, mas deixa herdeiros...


Beijos Malditos


Susana Weiss!



Post 95

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©