sábado, 11 de fevereiro de 2012

Resenha de Príncipe Sombrio


Olá pessoal

Quero falar para vocês hoje de um lançamento recente da editora Universo dos Livros, Príncipe Sombrio da série dos Cárpatos, que está chegando ao Brasil e promete derreter muitos corações.





Mikhail Dubrinksy é o Príncipe dos Cárpatos, o líder de uma sábia e secreta raça ancestral que vive na noite. Tomado pelo desespero, com medo de nunca encontrar a companheira que iria salvá-lo da escuridão, a alma de Dubrinksy gritava na solidão. Até o dia em que uma bela voz, cheia de luz e amor, chegou a ele, atenuando sua dor e seu anseio. Raven Whitney possui poderes telepáticos e os utiliza na captura dos mais depravados serial-killers. Desde o momento que se conheceram, Raven e Mikhail foram incapazes de resistir ao desejo que faiscava entre eles. Mas forças sombrias tentarão destruir esse frágil amor. E mesmo que sobrevivam, como poderão - cárpato e humano construir um futuro juntos?SKOOB


Esse é o primeiro livro de uma série de 22 livros até o momento, o último saiu em Setembro do ano passado, cujo ponto principal é a raça do Cárpatos, uma espécie de vampiro que descende da Terra e podem virar animais e são fortes, inteligentes, seguem seu próprio código de honra e suas próprias leis.
Tudo começa quando nossa mocinha de Príncipe sombrio, Raven (telepata que é usada para caçar bandidos nos Estados Unidos e ganhou certa notoriedade fazendo isso), viaja para descansar mentalmente de sua última perseguição a mente de assassinos sádicos e, para esse descanso, ela escolhe fazer uma viagem a Europa. Tudo ia muito bem até ela captar um “pedido” de ajuda, uma alma solitária pronta a se autodestruir e, ao se conectar telepaticamente com essa mente perturbada, descobre que Mikhail Dubrinksy (o dono do chamado) não é apenas um pobre e amargurado ser, é um príncipe de uma raça poderosa em busca de sua companheira, aquela que o fará ver as cores do mundo novamente.
Raven se sente atraída e desafiada por esse homem e se envolve com ele como nunca antes se envolveu com ninguém, assim eles descobrem que um pertence ao outro para todo o sempre.
Eu não sei se a escritora fez de propósito, mas esse livro não me pareceu muito bem embasado, ele tem alguns furos, também notei que a construção da Raven foi meio confusa no começo da trama: ela só se encaixa no perfil descrito como dela no final da trama.
Também notei que a trama da vilania do livro não tem uma história sólida do tipo “queremos destrui-los por um motivo X”, ao menos não é explicado no começo e para mim, ao menos, fez muita falta para entender tudo, me pareceu que alguns detalhes explicados no final fizeram a história que estava enrolada para mim se tornar clara, mas algumas coisas seguem nebulosas. Assim como a origem da raça e sua construção não é bem explicada, a trama está mais em volta da relação de possessão carnal e mental de Mikhail e Raven.
Eu ainda não li os outros, mas me falaram que as coisas melhoram nos demais em termos de trama, que esse livro é mais uma ambientação no universo dos Cárpatos, que são uma raça forte e máscula de “vampiros bons” que são amigos da natureza e que não tiram vidas (SIM, isso mesmo um Cárpatos não tira a vida de um ser humano, caso contrário vira um Vampiro como os das lendas). Também conhecemos outros Homens dos Cárpatos, como Gregori (meu favorito) e começamos a notar sua hierarquia e sua proteção extrema às mulheres (raras na raça).
O vocabulário do livro é bem fácil de entender, a trama, apesar de eu achar que faltaram MUITAS coisas, é amarrada bem com o que tem e deixa em aberto para os próximos volumes (que espero que a Universo Dos Livros lance logo porque são 22, então tem que sair logo mais volumes para não demorar muito para termos toda a coleção) até porque estou curiosa para ler o restante e ver se as coisas que eu achei que faltaram estão lá! E se estiverem eu vou contar para vocês com toda a satisfação!
O livro é Hot até o onde o Hot pode ir, com cenas de sexo bem calientes e bem selvagens ao mesmo tempo.
Uma leitura recomendada para você que é fã da Irmandade da Adaga Negra (eu gosto da Irmandade), você que gosta dos Senhores do Mundo Subterrâneo e/ou você que gosta de romances do estilo da Nova Fronteira (Bianca, Julia e afins) e caso não seja o seu caso, mas você goste de Hot, esse é o seu livro.
Sei que vocês vão achar esquisito, mas, mesmo tendo dito que faltam coisas na minha impressão ao ler o livro (tendo achado algumas coisas meio mal contadas), achei a leitura desse livro muito agradável e também estou curiosa pelo restante. Porque quando você começa a ler não para mais e quer saber mais e mais desses homens tão imponentes.
Então é isso a Saga Dark ou os Cárpatos (como está sendo chamada aqui) é uma ótima opção de leitura para esse final de férias.


Sobre a escritora:


Feehan tem mais de 30 romances publicados e é a 1ª New York Times bestselling autor.Seu romance de estréia, o Príncipe das Trevas, publicado em 1999 ganhou três Prémios de Excelência Paranormal da Literatura Romântica (Pérola)nesse ano.

Site da escritora: http://www.christinefeehan.com/


Beijos Malditos

Susana Weiss

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©