sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Resenha Cinquenta tons de Cinza

Oi Pessoal,
Enquanto você lê essa resenha provavelmente eu esteja viajando ou ainda já em São Paulo, o blog vai estar na Beinal de São Paulo para o ultimo fim de semana assim que eu retornar conto tudo que rolou de mais interesante nesse ultimo final de semana.


Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seu próprios termos... SKOOB




O que dizer desse sucesso absoluto de vendas?

Cinquenta Tons de Cinza, conta a história de Ana Steele, uma moça virgem, inocente e pura que está concluindo a faculdade e, ao fazer um favor à melhor amiga, acaba na mesma sala que o Sr. Grey, um jovem empresário MUITO bem sucedido, lindo, sexy e com gostos peculiares e pervertidos.

Quando eles se encontram, uma espécie de corrente elétrica os envolve (não literalmente tá) e um romance excêntrico, envolvente e erótico tem inicio.

Bem, a pergunta do inicio dessa resenha permanece: o que falar de um livro que a Intrínseca lançou dia 1/8 e que até o dia 15/8 já tinha batido 100 mil cópias e é o livro mais vendido nos EUA e Inglaterra?

A história, como muitos já sabem, era uma fanfiction de Crepúsculo que foi adaptada para se tornar um livro independente. Eu li a fanfiction e é praticamente o livro, só que com o casal Bella e Edward. A história é envolvente, a narrativa é boa de ler e o fato de ser em primeira pessoa aumenta a simpatia que adquirirmos pela personagem.

Ao contrário da Bela, a Anastásia não é uma mulher sem sal, por algum motivo isso foi modificado. Ana não é descrita como uma mulher sem graça e sim como uma mulher normal, bonita e que é naturalmente sexy, desejável e que não imagina o número de fãs. Ela só tem algumas deficiências que a aproximam mais da sua musa inspiradora Bela: Ana é desajeitada, mas esse fato só é realçado no inicio do livro (após isso é citado uma vez ou outra), mas ela não sai tropeçando em tudo que aparece. O que eu posso dizer de Christian Grey: ele está bem longe do Edward, um oposto, ao menos no primeiro livro.

Comparações aparte, Cinquenta Tons de Cinza é o tipo de leitura de deixar qualquer mulher que não pratique sexo bruto vermelha de vergonha e despertar muitas idéias na cama, tanto que a autora licenciou a franquia para a confecção de pijamas, meias, lingeries (que a autora vai aprovar junto a 3 marcas britânicas diferentes de roupa de baixo) baseadas na história.

Algumas críticas sobre o livro: a nossa querida autora esqueceu uma coisa importante na hora de incluir carros no livro, conferir se a informação é válida. O Audi A3, o caro mais seguro da categoria segundo Sr. Grey é na verdade razoável segundo a IIHS( instituto que testa a segurança dos carros em Crash test nos EUA) então dar esse carro a ela por ser seguro foi um furo enorme. Ele deveria ter dado um Volvo, que é considerada a marca mais segura da categoria. Segundo a revista 4 Rodas baseada em arquivos da Susep, o Audi A3 é o carro favorito dos ladrões em alguns estados do país é o sétimo preferido no país sendo o primeiro em sua categoria, por ter peças mais facilmente vendidas por um bom preço no mercado negro e por normalmente vir acompanhado de acessórios legais que vem de fábrica normalmente. Portanto o Sr. Grey nunca daria um carro desses para a Ana. Eu descobri isso no “São Google”, então vale a pena fazer uma pesquisinha, apesar de que eu ainda dou um desconto porque não era para ser o sucesso que é o livro foi escrito para ser uma fanfiction, uma forma pessoal de realização (fanfiqueira falando).

Outra coisa é o fato do Sr Grey querer saber tudo sobre ela, mas nunca questionar sobre o pai dela, para saber mais detalhes, nem com a mãe da moça quando ele tem a chance.

Ana não sabe o que quer, ela quer ser Submissa de Christian Grey, mas ao mesmo tempo é sarcástica e até mandona (como assim?). Tudo bem, ela quer ele (e qual mulher na mesma situação não iria querer?), mas ela não se esforça muito para ser a submissa que está no contrato.

Ah Sim, tem um contrato que ela tem que assinar com os limites e etc. É um contrato que dá o que falar: eu li umas 4 ou 5 vezes para entender bem direitinho e ter certeza que eu não posso ser uma submissa.

Agora, criticazinhas a parte, o livro é ótimo, é um fenômeno e está dando o que falar e abrindo espaço para a literatura erótica mostrar que pode dar dinheiro, pois ela perdeu muito quando a editora Nova Fronteira deixou de publicar os livrinhos de banca que em sua boa parte eram erotizados. Nosso mercado ficou órfão desse tipo de literatura de diversão e sexo para aliviar o estresse e agora parece que o mercado de livraria está abrindo as portas para esse nicho.

Vai virar filme e muito ator está sendo cotado. O meu voto é para o Matt Bomer (da série White Coller), porque acho que ele tem uma carinha de Sr. Grey.

E para Anastasia Steele, eu voto na Mila Kunis (de Amizade Colorida), que é bonitinha e para mim fecha com a descrição, apesar de ser muito velha para o papel. Penso que as atrizes que fizeram a Hermione (de Harry Potter) e a Bella (de Crepúsculo) não devem ser pegas porque já fizeram sucesso em uma franquia e fazer outra é só para termos sempre as mesmas caras na mídia e, obviamente, para dar margem a mais comparação. Então eu faço o apelo: gente nova nessa franquia!

Lembro as moças que andarão por São Paulo no sábado (18/8) que nosso querido Sr. Grey, ou melhor, um modelo escolhido a dedo pelas mocinhas da editora que leram o livro estará a caráter, das 16 às 20 horas, no estande da Intrínseca com algemas e gravatas. Essa blogeira estará lá para conferir se escolheram direitinho e depois eu mostro as fotos.

Então é isso eu estou terminando o segundo (baixei o pdf em espanhol) e assim que terminar compartilho minha opinião sobre nosso querido casal.

 Site do livro: http://www.cinquentatonsdecinza.com/


Beijos
Susana Weiss

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©