sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Resenha As violetas de Março por Tamires


Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio. Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta.Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história. Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades. SKOOB


 Emily Taylor é uma jovem escritora de sucesso, mas que detesta o seu próprio livro. Ela tinha uma vida perfeita, um casamento perfeito e uma carreira de sucesso.  Bem, vocês sabem que nada é realmente perfeito e, por isso, um belo dia, nossa protagonista descobre que esta sendo traída por seu marido, que acaba trocando-a por outra mulher. De repente, perdida sem saber o que fazer com sua vida, Emily decide seguir o conselho de sua amiga Annabelle e viajar por uns tempos. Imediatamente, Emily se lembra de sua tia-avó Bee e recorda os momentos maravilhosos de sua infância, quando ia para a casa da tia em Bainbridge Island, uma ilha situada próximo à Seatle. Com a decisão tomada, ela arruma as malas e parte para uma nova aventura.

Chegando lá, ela logo reencontra Greg, um antigo namorado, e também conhece Jack, um charmoso morador de quem ela não consegue se lembrar dos tempos de sua infância. O que realmente muda sua vida é um certo diário que ela encontra que conta a história de um triângulo amoroso entre Esther, Elliot e Bobby no ano de 1943. Aos poucos, vão surgindo grandes mistérios que parecem estar ligados a sua vida e, com a evolução da leitura desse diário, certas peças vão se encaixando e vamos acompanhando como a vida da Emilym vai, aos poucos, tomando um determinado rumo que, até mesmo a sua veia criativa, há muitos anos (muitos mesmo) a tinha abandonado, sentiu vontade de ressurgir. É claro que o “tema” romance não poderia faltar e que, em determinado momento, a leitora para e fica se perguntando "e agora, vou torcer para quem?". Ultimamente isso tem acontecido bastante comigo: me pego torcendo para o lado “B” mas, no fundo, sei que o lado “A” vai ganhar. Apesar disso, é divertido torcer pelo outro lado.

Enfim, gostei muito desse livro, pois, como sempre, é possível tirarmos uma lição muito importante. Com este livro, podemos ver que nada é o que parece a primeira vista e que, quando estamos lá no fundo do poço, sem saber o que fazer da nossa própria vida, o destino se encarrega de dar um empurrãozinho para que ela entre nos eixos. O importante é nunca perder a fé de que as coisas vão melhorar, pois quando menos esperamos, algo acontece e muda nossa vida completamente, acho que a palavra certa para definir esses acontecimentos inesperados é DESTINO.


Definitivamente, Sarah Jio sabe como ninguém como misturar o passado e o presente de uma forma que a história possa dar um novo rumo na vida de seus protagonistas. Livro aprovado e recomendado.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©