segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Resenha de Corações feridos por Tamires


Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?SKOOB




Nunca vi um titulo combinar tanto com um livro, pois é exatamente isso que os personagens possuem um coração ferido.
As gêmeas sempre tiveram uma vida complicada, seu pai é pastor e a mãe delas é uma daquelas pessoas fanáticas pela igreja, resumindo são pessoas extremamente religiosas, mas que não possuem muito caráter e inteligência. Desde pequenas elas foram abusadas tanto fisicamente (Surras) como emocionalmente (desaforos e maus tratos). As meninas não tinham amigos, pois nem a escola elas podiam frequentar .
Rebecca e Hephzi são totalmente diferentes, tanto no caráter como fisicamente já que Rebecca sofre de uma síndrome que deformou seu rosto.

"Você não tem ideia do que é ter uma aberração como irmã. Quero dizer, estou acostumada com isso." Pag. 15

Conforme elas cresceram ficou difícil para o pastor as manter trancadas em casa e assim ele foi obrigado a deixar que elas se matriculem em uma escola normal. Logo de cara Rebecca sofreu tortura psicológica (gozações, insinuações e brincadeiras de mal gosto) e acabou não conseguindo fazer amigos enquanto Hephzi saiu-se muito bem se tornou popular fez várias amizades e até arrumou um namorado, porém as coisas não acabaram bem para ela uma vez que ela veio a morrer.
Com a morte de sua irmã Rebecca tem que aprender a enfrentar o mundo sozinho ainda por cima a manter a sete chaves os segredos que rondam a morte de sua irmã.
Para ajudar, o livro é confuso e se o leitor não esta atento pode se perder facilmente. No primeiro capítulo temos Rebecca narrando como foi o funeral de sua irmã, já no capitulo seguinte temos Hephzi narrando como foi sua vida até a sua morte . O livro divide-se em duas partes, que é a narrativa do ponto de vista e da vida de cada irmã e quando as duas narrativas se encontram inicia-se a segunda parte que vem a ser o desfecho da historia .
Pela sinopse achei que seria um drama familiar e não esperava o que acabei encontrando, a história é forte, chocante em varias paginas me peguei chorando e louca de vontade de atirar o livro longe, mas teve outras em que torci e fiquei feliz com o que aconteceu, mas definitivamente não é meu estilo de leitura. Se você tem estomago forte e goste de Thriller Psicológico eu lhe indico este livro, mas se você for como eu e gostar de uma coisa mais “leve” fique bem longe dele.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©