segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Resenha de Os Adoráveis por Tamires


Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo e Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ¬ ficaram pela primeira vez. SKOOB


Jeane é uma blogueira famosa, possui milhares de seguidores em seu blog . Porem, sua popularidade se restringe apenas ao mundo virtual já que Jeane pode ser descrita como uma pessoa “estranha”, pois gosta de usar roupas exóticas (ela possui um estilo próprio que cria comprando em brechós) ela é o tipo de garota sabe-tudo e sempre tem uma resposta na ponta da língua. Em sua sua escola, possui apena um amigo que acaba por ser também seu namorado Barney(um nerd de matemática) que esta interessado em outra garota. 

Ai entra em cena Michael, o garoto popular que conhece todo mundo, se veste “normal” e é o namorado de Scarlet. Scarle (típica loira burra que necessita de aulas particulares de matemática) e que no momento esta mais interessada em Barney (seu atual “professor” de matemática). Jeane não percebe o que esta acontecendo com seu namorado até que Michael entra em cena e a alerta sobre os dois. Obviamente ela não acredita e acaba brigando com Michael. Como diz aquele velho ditado, o pior cego é aquele que não quer ver, ela começa a reparar e acaba persebendo que Michael tinha rasão (embora ela nunca fosse admitir isso na frente dele) e é ai que o “destino” acaba por unir Jeane e Michael, pois afinal ambos foram traídos por seus respectivos pares, o engraçado, é que Jeane sempre odiou Michael, isto é, ela o odiava até que rolou um certo beijo e apesar deles continuarem se odiando acabam por descobrir que gostam de passar um tempo juntos e que justamente o fato de eles não terem nada em comum é o que torna a atração tão divertida. 

Quando duas pessoas, que não tem nada em comum, se unem é impossível que em algum momento eles não acabem se “matando” (discutido muito). A história não tem nada de novo, pelo contrario, é até bem clichê “garota estranha se apaixona pelo garoto mais popular da escola”. Embora o tema seja bem conhecido o que torna este livro tão especial é que a Jeane não é essa mocinha convencional que fica esperando o príncipe aparecer para salva-lá, não mesmo,na verdade seria o contrário porque ela não tem medo de enfrentar as pessoas, ela não esta nem ai com a opinião dos outros ela é desbocada fala o que quer e pelo que eu percebi ela não consegue ficar mais de uma hora sem que acabe entrando em um discussão. 

Outra coisa muito legal, foi que a autora Sarra Manning soube descrever o jovem como ele realmente é nos dias de hoje, sua paixão (para não dizer vicio) pelas redes sociais (Twitter, Facebook) e o mais importante, ela soube demonstrar que ser “estranho” é bom e que é impossível mudar o jeito de ser de uma pessoa, por exemplo, se você embarca num relacionamento com uma pessoa “diferente” achando que mais pra frente vai fazê-la mudar, desista, pois não é ela que tem que mudar e sim você tem que mudar seu jeito de pensar e começar a aceitar o outro como ele realmente é.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©