quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Resenha de O Inferno de Gabriel por Susana Weiss


A salvação de um homem. O despertar da sexualidade de uma mulher. 
Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites. 
O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados.
Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante – um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer. 
Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir. 
Primeiro livro de uma trilogia, O inferno de Gabriel explora com brilhantismo a sensualidade de uma paixão proibida. É a história envolvente de dois amantes lutando para superar seus infernos pessoais e enfim viver a redenção que só o verdadeiro amor torna possível. SKOOB

Esse é o primeiro livro de mais uma trilogia erótica. Sei que muita gente vai dizer "putz, mais uma nem vou me dar ao trabalho de olhar", mas pare de pensar isso JÁ! De uma boa olhada nela que certamente ira se surpreender.

O livro narra a historia de Gabriel e Julianne: ele, PhD em Literatura  Italiana (especialista em Dante), professor de pós-graduação, lindo, rico, másculo, cheio de problemas e hábitos negativos; ela, bolsista, mestranda de literatura italiana (se especializando em Dante), jovem, bela, inocente, virgem, "sonhadora" e cheia de traumas de um relacionamento ruim do passado e de uma infância com problemas.

A atitude fria e esnobe de Gabriel com Julie a deixa magoada, afinal ele deveria se lembrar dela, mas pelo visto o que para ela foi um dia importante aparentemente para ele foi apenas uma quarta-feira.

Algumas instituições tem politicas que impedem professores e alunos de se relacionarem, confraternizarem e etc. Isso é bem comum fora do pais (na verdade aqui também dizem ser, mas eu nunca vi um professor se importando com isso). O inicio da relação professor/aluno é conturbado, mas depois eles iniciam uma tórrida paixão proibida que vai ficar bem perigosa.

O livro é narrado em primeira pessoa sob o ponto de vista dela. A moça é boba e resignada, mas sua inteligência e vontade de vencer a deixa muito interessante e, por isso, temos vontade de seguir acompanhando sua historia.

Tem  uma megera, Christa, que quer Gabriel para ela, uma moça sem escrúpulos que é capaz de tudo pelo que quer e sempre usou seu corpo para conseguir seus objetivos. Também temos Paul, ele é meigo, educado, bonito e se apaixona por Julie.

Mais um chamado à leitura desse livro é o mistério sobre a identidade do autor: afirma-se que é homem, que tem interesse pela historia italiana e renascimento, que mora no Canadá e tem mais livros publicados no seu nome, mas não na área literária. Susana tem um nome, mas vou deixar para falar em outro momento, esse nome se encaixa em todas as dicas.

A narrativa é ótima de ler: muito envolvente, tem erotismo sem sexo, o clima e muito quente e temos um romance "romântico" a moda antiga entre eles. Ela é a cura que ele precisa e ele é o apoio que ela necessita. Leitura recomendada para todas as leitoras com mais de 18 anos. Espero que se apaixonem por Gabriel como eu e milhares de leitores.

Layout exclusivo do blog - Noites Malditas | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©